Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Testamentos de Aretha Franklin são encontrados nove meses após sua morte

Três documentos foram achados na casa da cantora em Michigan, EUA

Três testamentos deixados por Aretha Franklin foram encontrados no início de maio, nove meses após sua morte. Segundo a Associated Press, dois documentos foram escritos em 2010, quando a cantora foi diagnosticada com um tumor no pâncreas, e o terceiro foi escrito em 2014. Eles foram encontrados por Sabrina Owens, sobrinha e representante de Aretha.

Os testamentos mais antigos foram achados dentro de um armário trancado na casa da cantora, sendo que um deles está em mau estado. Já o mais recente foi localizado dentro de um caderno que estava embaixo de almofadas em um sofá. Com quatro páginas, o documento atesta a vontade da cantora de que seu filho Kecalf Franklin se torne o responsável por seu legado e também deixa seus bens para alguns membros da família.

No entanto, dois filhos de Aretha Franklin já se opuseram aos testamentos e nenhum acordo foi alcançado. Além disso, a validade legal dos documentos é contestada, já que os manuscritos apresentam partes ilegíveis, rasuras e frases escritas nas margens da folha. Uma audiência está marcada para o próximo dia 12, em Michigan, para avaliar o caso.

A cantora morreu aos 76 anos no dia 16 de agosto de 2018, vítima de um câncer no pâncreas. Na época, a família alegou que ela não havia deixado testamento.