Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Stevie Wonder chora na TV ao lembrar última conversa com Aretha Franklin

Músico visitou cantora dois dias antes de sua morte

Amigo de longa data de Aretha Franklin, o músico Stevie Wonder se emocionou ao falar sobre a cantora no programa de TV CBS This Morning, nesta sexta-feira. Wonder contou que seu último encontro com Aretha aconteceu na terça-feira, quando ele viajou de Los Angeles para Detroit e foi à casa dela. “Pude vê-la, falar com ela. Ela não conseguia me responder, mas a família disse que ela podia me ouvir. Então eu disse tudo o que eu queria dizer”, conta o músico, enquanto luta contra o choro. “Eu pedi: ‘diga oi para a minha irmã’”, lembrou Wonder sobre Renee Hardaway, sua irmã caçula, morta este ano.

O músico ainda afirmou que, dois meses antes, combinou de produzir uma nova música com Aretha. “Estávamos conversando sobre uma canção que eu escrevi chamada The Future, íamos cantar juntos”, diz Wonder seguido de uma pausa emotiva. “Pensei que eu já tinha chorado minha última lágrima.”

Wonder cresceu em Detroit, mesma cidade de Aretha, e falou sobre a influência que ela exerceu sobre sua infância e música. “Eu a ouvi pela primeira vez na igreja, quando tinha uns 4 ou 5 anos de idade. As vozes da infância que mais ecoam na minha vida são as do Doctor King (Martin Luther King Jr.), da Aretha e do pai dela (o pastor batista C. L. Franklin, ativista na luta pelos direitos dos negros nos EUA). A igreja é o lugar onde aprendemos a cantar, de onde veio nossa raiz da música gospel.”

“Ela era uma cantora incrível. Ela influenciou todos os gêneros. Todos os cantores foram de alguma forma tocados por ela, sua voz, sua emoção, sua sinceridade”, continua Wonder a elogiar Aretha. “Mesmo durante a doença, ela nunca colocou esse peso em ninguém. Ela acreditava, acima de tudo, que realizava na Terra uma missão de Deus. E era verdade. Ela trouxe alegria para nossas vidas, e seu legado, sua voz e sua essência viverão para sempre conosco.”