Clique e assine a partir de 9,90/mês

Roteirista de ‘Rogue One’ revela final alternativo

Na primeira versão do roteiro, alguns dos protagonistas teriam chance de sobreviver

Por Da redação - Atualizado em 20 mar 2017, 16h28 - Publicado em 20 mar 2017, 16h25

***Alerta de spoiler***

Uma versão alternativa do roteiro de Rogue One, o primeiro filme spin-off da série Star Wars, foi revelada nesta segunda-feira. O roteirista Gary Whitta disse em entrevista ao site da revista Entertainment Weekly que, na primeira versão do roteiro, alguns dos protagonistas teriam chance de sobreviver, apesar de este nunca ter sido o plano dos escritores.

“O instinto original é que todos deveriam morrer, mas não exploramos porque tivemos medo que a Disney pudesse achar muito sombrio para um filme de Star Wars e não nos deixasse seguir em frente”, afirmou Whitta.

Na versão alternativa do roteiro, Jyn Erso (Felicity Jones) e Cassian Andor (Diego Luna) se salvariam – mas os que assistiram ao longa sabem que todos os rebeldes morrem após roubarem os planos da Estrela da Morte. “Nós dissemos que sentíamos que eles deveriam morrer e Kathleen Kennedy (presidente da Lucasfilm) acenou para seguirmos em frente. Conseguimos o final que queríamos.”

Continua após a publicidade

Para Whitta, o sacrifício dos rebeldes para impedir a ação da terrível Estrela da Morte é completamente compreensível. “Vale a pena. Se você vai dar sua vida por algo, que você dê para isso, para destruir uma arma que vai te matar de qualquer forma.”

A título de curiosidade, porém, o roteirista revelou como os rebeldes sobreviveriam na primeira versão do filme, que passou longe de chegar a ser filmada. “Uma nave rebelde os resgataria da superfície. A transferência dos planos aconteceria depois. Eles cairiam fora e depois uma nave da Princesa Leia sairia de Alderaan para ajudá-los.”

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade