Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Rainha ficou “profundamente desapontada” com decisão de Harry e Meghan

Palácio de Buckingham afirma que monarca não deu aval para casal se afastar das funções na família real - decisão que ainda estaria em "passos iniciais"

Por Redação - Atualizado em 8 jan 2020, 19h48 - Publicado em 8 jan 2020, 19h45

Por meio de um porta-voz oficial, a rainha Elizabeth II reagiu ao anúncio do príncipe Harry e de sua mulher, Meghan, duquesa de Sussex, de que o casal vai se afastar das atribuições de membros da família real e quer se tornar “financeiramente independente”.

Ao contrário do que Harry e Meghan disseram em seu pronunciamento oficial – no qual afirmam que a monarca teria dado autorização para tal decisão -, o Palácio de Buckingham informou em um comunicado que as conversas sobre o caso ainda estão em “etapas iniciais”.

“Discussões com o duque e a duquesa de Sussex estão em estágios iniciais. Nós entendemos o desejo deles de tentar um caminho diferente, mas esses assuntos são complicados e levam tempo para serem trabalhados”, afirmou a nota oficial da rainha. De acordo com o jornal The Daily Telegraph, Elizabeth II teria ficado “profundamente desapontada” com o anúncio repentino do neto e Meghan.

No comunicado do casal, divulgado no Instagram, eles afirmam que a decisão permitirá que eles passem mais tempo com o filho, Archie, e também dividir o tempo da família entre Inglaterra e América do Norte (Meghan é americana, mas especula-se que os dois pretendem morar no Canadá).

Publicidade

Decidimos nos afastar [do papel] de membros seniors da família real e trabalhar para sermos financeiramente independentes, enquanto continuaremos a apoiar a Vossa Majestade a Rainha. É com seu apoio, especialmente nos últimos anos, que nos sentimos preparados para fazer esse ajuste”, diz o comunicado. 

 

Publicidade