Paul McCartney diz que pensa em reduzir o ritmo de shows

Mas tudo depende, segundo disse à revista 'Rolling Stone', de como se sentirá fisicamente daqui para a frente; ex-beatle tem 74 anos

Por Da redação - 11 ago 2016, 09h17

Paul McCartney tem mantido uma agenda de shows lotada nos últimos anos, mas a lenda dos Beatles, hoje com 74, já considera a possibilidade de desacelerar em breve. Questionado pela revista Rolling Stone se ele se imaginava fazendo turnês da mesma forma aos 80 anos, McCartney respondeu: “Inimaginável — e inapropriado”.

LEIA TAMBÉM:
Paul McCartney caiu em depressão com o fim dos Beatles
Paul McCartney relembra morte de John Lennon: ‘Horrível’

Mas McCartney acrescentou que, aos 17 anos, ele achava que um rapaz de 24 anos da escola de arte do seu companheiro de banda John Lennon era velho. “As pessoas dizem que a idade é um número. É um grande número quanto mais velho você fica. Mas, se isso não interferir, eu não me incomodo. Você pode ignorar isso. É o que eu faço”, disse ele.

McCartney disse recentemente em entrevista que começou a beber mais do que o normal e quase abandonou a música após a ruptura dos Beatles, em 1970. Mas nos últimos anos o artista abraçou as turnês com vigor renovado, tocando com pausas apenas ocasionais de alguns meses de duração desde 2009. Ele continua sendo um dos artistas com maior poder de atração de público do mundo.

A atual turnê culmina em outubro no California’s Desert Trip, um mega espetáculo com uma única apresentação que também contará com os Rolling Stones, Bob Dylan, The Who, Neil Young e Roger Waters.

Publicidade