Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Para Daniel Craig, James Bond está menos ‘machista’

Ator da franquia ‘007’ diz que seu personagem não é tão 'misógino' quanto os anteriores

Daniel Craig vai dar vida ao espião James Bond pela quarta vez, em 007 Contra Spectre, filme que estreia em 5 de novembro no Brasil, em meio a campanhas para que o tradicional agente secreto britânico ganhe um diferente tom de pele e uma outra forma de expressar sua sexualidade. Em defesa do seu 007, que segue branco e heterossexual, Craig diz que dá a ele uma interpretação “menos machista” do que as anteriores. “Espero que meu Bond não seja tão sexista e misógino em comparação com as ‘encarnações’ prévias. O mundo mudou”, disse o ator de 47 anos à edição britânica da revista Esquire.

LEIA TAMBÉM:

James Bond terá intérprete negro… em audiolivro

Sam Mendes volta a falar em dar adeus a 007

Novo filme do agente 007 tem estreia marcada

Para Craig, o estilo de vida de Bond pode soar como uma “fantasia legal”, mas não é tão bom quanto parece. “Ele é muito solitário e há uma grande tristeza na sua vida. Bond dorme com todas essas mulheres lindas e depois elas o deixam.” No novo longa do espião, o ator contracena com Léa Seydoux (Azul É a Cor Mais Quente) e Monica Bellucci (Matrix Reloaded), três anos mais velha do que ele. Normalmente, as femme fatales dos longas são mais novinhas do que Bond.

Especula-se que Spectre seja o último longa de Craig como Bond, e vários nomes são ventilados para substituí-lo, entre eles o do ator negro Idris Elba, que romperia com a tradição de atores brancos no papel. Anthony Horowitz, escritor que dá continuidade aos livros de James Bond criados por Ian Fleming, deu uma entrevista ao jornal britânico The Daily Mail em que diz não considerar Elba o ator ideal para o papel, mas por uma razão que nada teria a ver com a sua cor. “Para mim, ele é muito durão. Não é questão de cor. Eu acho que Idris é muito ‘da rua’ para ser Bond. Uma questão de ser suave? Sim.”

Em agosto, o ex-007 Pierce Brosnan afirmou que seria “interessante” ver um Bond gay, mas acha difícil que Barbara Broccoli, produtora da franquia, permita essa mudança. Para ele, um agente secreto britânico negro seria mais fácil, e defendeu a escolha de Elba: “Vamos começar com um grande ator negro interpretando James Bond. Idris Elba certamente tem o porte físico, o carisma e a presença”.

Dirigido por Sam Mendes, o mesmo de Skyfall, o elenco de 007 contra Spectre conta também com Ralph Fiennes (O Grande Hotel Budapeste) como M, chefe do Serviço Secreto britânico, e Christoph Waltz (Django Livre) no papel do vilão Franz Oberhauser.