Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

ONG de García Márquez e Fundação Efe ganham prêmio por ativismo ambiental

Madri, 5 mar (EFE).- A Fundação Novo Jornalismo Ibero-americano (FNPI, na sigla em espanhol), do escritor Gabriel García Márquez, e a Fundação Efe foram agraciadas nesta segunda-feira com o prêmio internacional de Divulgação e Sensibilização Ambiental Ones Mediterrania 2012.

O prêmio foi concedido em reconhecimento ao trabalho de formação e especialização em jornalismo ambiental.

Anualmente concedido por um júri independente, a homenagem é promovida pela ONG espanhola Mare Terra-CIE, e será entregue no dia 1º junho durante a realização do 5º Encontro Internacional de Escritores pela Terra.

Em sua decisão, o júri destaca a aposta na formação especializada de jornalistas ambientais tanto na região ibero-americana, mediante o desenvolvimento de workshops impulsionados pela FNPI, como pelos programas práticos há décadas desenvolvidos na Espanha a Fundação Efe.

O presidente da Mare Terra Fundação Mediterrania, Ángel Juárez, ressaltou o ‘intenso trabalho’ realizado pelas duas entidades em prol do jornalismo ambiental, sendo das poucas fundações que promovem iniciativas de especialização neste campo informativo.

Criada pelo escritor colombiano Gabriel García Márquez, a FNPI, sediada em Cartagena (Colômbia), é uma referência na aposta pela informação de qualidade e formação de jornalistas especializados com o desenvolvimento de oficinas e foros de debate a cargo de destacados professores, assim como por sua aposta pelas novas tecnologias.

Há quase duas décadas, dirigida por Jaime Abelló, organiza atividades, oficinas e seminários de jornalismo em sua sede, Cartagena das Índias, e outros países latino-americanos. De março de 1995 até 2008, mais de 5 mil alunos e professores participaram de seu programa docente.

A Fundação Efe, apoiada pela Agência Efe e dirigida por Lola Álvarez, trabalha na especialização de jornalistas com programas de bolsas de estudos, que permitem a aprendizagem prática do jornalismo junto a destacados especialistas.

Esses programas são possíveis graças ao apoio de entidades e empresas como La Caja, Tetra Pak ibérica, Ecovidrio, Sigre, Fundação Biodiversidade, Philips, Pescanova, CNA e Fundação Carolina, entre outras.

O prêmio Ones Mediterrania convoca e premia, há 17 anos, projetos e atividades de pessoas e grupos que se destacam na conservação, defesa e conhecimento do meio ambiente e da cultura solidária.

Outorgado por um júri qualificado e independente, o prêmio estabelece duas distinções: os reconhecimentos e as homenagens, nacionais e internacionais. EFE