Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O terrorista que queria ser ídolo pop no Canadá

Khuram Sher conseguiu, como ameaça à segurança canadense, a fama que não alcançou na TV

Khuram Sher ganhou as páginas dos jornais canadenses nesta semana, ao ser preso por envolvimento com um grupo terrorista que planejava um violento ataque ao Canadá, de acordo com autoridades ouvidas pela rede televisiva CBS. Pouco depois, soube-se que esta não foi a primeira aparição pública de Sher, um canadense de nascença que se veste e fala como um paquistanês. Em 2008, já travestido de árabe do Paquistão, Sher arriscou – literalmente – alguns passos na televisão. Dançou desajeitadamente para os jurados de Canadian Idol, numa fracassada tentativa de concorrer ao posto de ídolo pop do Canadá.

Em sua apresentação, Sher canta Complicated, de Avril Lavigne, fazendo, sem muito jeito para a coisa, movimentos de robô e o moonwalk, clássico de Michael Jackson. Aos jurados do reality show, ele diz morar no Canadá há dois anos e meio. De acordo com o jornal The Toronto Star, porém, Sher nasceu e também se graduou no Canadá – ele é formado em medicina pela Universidade McGill.

A genealogia da sua ligação com o Paquistão não é conhecida, mas sabe-se que em 2005, pouco após um tremor de terra no país, Sher foi homenageado pela Câmara dos Comuns paquistanesa. O motivo seria o seu engajamento em um grupo chamado Fundação RS, que tem por objetivo levantar recursos para ajudar o país.