Clique e assine a partir de 9,90/mês

O que significa a fita azul no tapete vermelho do Oscar

Alguns artistas usaram o adereço como forma de protesto

Por Da redação - Atualizado em 26 fev 2017, 20h52 - Publicado em 26 fev 2017, 20h28

Ruth Negga, uma das primeiras indicadas a pisar no tapete vermelho do Oscar 2017, surgiu com um longo vestido vermelho e, em destaque na lapela, uma fitinha azul cruzada. Em seguida, o músico Lin-Manuel Miranda, indicado pela trilha sonora de Moana, também chamou a atenção para o acessório em seu smoking, assim como a modelo Karlie Kloss.

O adereço é uma insígnia da União Americana pelas Liberdades Civis. A organização não-partidária lançou a fitinha como parte de uma campanha para defender e proteger os direitos e liberdades dos indivíduos, garantidos pela Constituição dos Estados Unidos. A alfinetada tem nome e endereço: o presidente Donald Trump, constantemente acusado de transgredir a Constituição americana desde que tomou posse, em janeiro deste ano.

Karlie Kloss
A modelo Karlie Kloss na chegada para a cerimônia do Oscar em Hollywood – 26/02/2017 Frazer Harrison/Getty Images

 

Segundo o site The Hollywood Reporter, a ACLU (sigla da organização) entrou em contato com os principais indicados ao Oscar para que eles participassem da iniciativa.

Continua após a publicidade

Casey Affleck usou o adereço no sábado, no Spirit Awards, cerimônia que premia os principais filmes independentes do ano.  Ao vencer o prêmio de melhor ator pelo filme Manchester À Beira-Mar, Affleck usou seu discurso para criticar as políticas controversas do presidente americano.

Publicidade