O que será de Miley Cyrus? Confira 5 possíveis saídas para seu incerto futuro

A cantora que completou 18 anos hoje (23), enfrentará o desafio de escolhas cruciais para a carreira daqui por diante

Por Rodrigo Levino - 23 nov 2010, 18h19

Nem talentosa como Aguilera, muito menos com boa veia pop como Spears, Miley vai se defrontar com uma encruzilhada nos próximos anos.

A cantora e atriz Miley Cyrus, que consagrou-se como a personagem principal do seriado Hannah Montana, da Disney, chegou nesta terça-feira (23) à maioridade. Como toda estrela que ascendeu ainda criança e conquistou o público infanto-juvenil, deve enfrentar grandes dilemas sobre que rumo dar à carreira – não só a idade pede, mas o seriado que lhe fez famosa foi encerrado neste ano.

O primeiro obstáculo já existe: ao se mostrar livre e sexy demais antes dos 18 anos, ela chocou os pais dos fervorosos fãs de Hannah Montana, que a criticaram severamente – Miley começa, portanto, com um ponto negativo.

O mesmo não aconteceu com duas grandes colegas da estrela teen, Christina Aguilera e Britney Spears, que foram companheiras de palco em um programa infantil comandado pelo personagem Mickey Mouse, também da Disney. À medida em que amadureceram, cada uma buscou ao seu modo uma maneira de continuar sob os holofotes. Aguilera destacou-se pela poderosa voz, que embalou hits como Genie in a Bottle. Já Britney, depois de estourar como estrela internacional, se viu envolvida num turbilhão que incluiu surtos e embriaguez públicas, até a perda da guarda dos filhos para o ex-marido.

Publicidade

Nem talentosa como Aguilera, muito menos com boa veia pop como Spears, Miley vai se defrontar com uma encruzilhada nos próximos anos. Sua escolha pode ser fatal ou redentora. Mas a ilustre dentucinha do Tenesse, estado rural americano, não precisa temer. Há pelo menos 5 sub-caminhos possíveis para manter, pelo menos por algum tempo, a carreira em alta. Leia abaixo.

Estrela de reality show

Quando o mundo vira as costas para celebridades, que então adentram a categoria “decadentes”, só os reality shows são capazes de lhes conferir alguma sobrevida. Sem o público infanto-juvenil para acalentar seu sucesso, se expor diante de câmeras 24 horas por dia pode ser uma saída de mestre para Cyrus, a moça cheia de personalidade, que ousou desafiar os rígidos padrões morais dos americanos ao mostrar pele demais.

Apostar em um ensaio nu

Publicidade

Sem muito talento para a dramaturgia – em Last Song, seu primeiro papel longe de Hannah Montana, ela interpretou… Hannah Montana – e dona de um repertório musical incapaz de fazer frente a uma Britney Spears, Miley tem uma arma e tanto: o próprio corpo, que ela faz questão de exibir em roupas sensuais e rebolados atrevidos. Tornar-se um símbolo sexual seria um bom meio de conquistar públicos mais adultos. Não é assim que ela tem se mostrado, afinal?

Jurada do American Idol

Que Miley Cyrus tem talento e luz própria longe de Hannah Montana, não é ainda certo. Mas não se pode negar que ela tenha experiência com o meio artístico e parâmetro para julgar o que pode fazer sucesso. Como jurada do aclamado programa de calouros, Miley pode dar dicas de como construir uma carreira de sucesso – mesmo que esta dure pouco mais de seis anos, como a dela.

Emular a nova Britney Spears

Publicidade

De criança sapeca e animadora de palco à alvo de paparazzi e revistas de fofoca, Britney Spears conheceu o fundo do poço com surtos em público, bebedeiras, repetidas saídas de casa sem roupa íntima e confusões na justiça com o ex-marido, envolvendo a guarda dos filhos. Uma coisa é certa: jamais deixou as manchetes e ainda deu a volta por cima com o disco Blackout (2007), em que ironizou a própria condição de barraqueira. Para Miley aprender como se faz, basta consultar o arquivo de jornais e revistas do gênero. Vai ser notícia na certa.

Anunciar aposentadoria precoce (e voltar atrás)

Em julho deste ano, a atriz Amanda Bynes, musa de um seriado adolescente, como Miley Cyrus, anunciou no Twitter que estava se aposentando aos, pasmem, 24 anos de idade. Não bastasse o inusitado de quem viveu tão pouco, na mesma semana Bynes desdisse a aposentadoria. Por pelo menos dez dias ela conseguiu a audiência que precisava desde 2006, com o fim do seriado What I Like About You. Tudo o que Miley precisa fazer é mais um de seus vídeos caseiros confessionais.

Publicidade