Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O ‘helicoca’ aterrissa na ArtRio

Obra do artista plástico pernambucano Lourival Cuquinha exibe a miniatura de um helicóptero coberta por um pó branco

Intitulada Dois Crimes Menos Um, a obra do artista plástico pernambucano Lourival Cuquinha, em exposição na Baró Galeria, na ArtRio, exibe a miniatura de um helicóptero coberta por um pó branco. Acima, uma placa em madeira imita um verbete de dicionário com a definição da palavra “helicoca”. Diz o texto: “s.m. de helicóptero e cocaína; aparelho de aviação de propriedade do senador e do deputado estadual, pai e filho, Zezé e Gustavo Perrella, empresários em Minas Gerais” e segue contando a história da apreensão do aparelho, em 2013, com 445 quilos de pasta de cocaína a bordo.

Dois outros itens completam a obra. Um é uma sequência de carteiras de trabalho, com capas de tecido em cores que vão escurecendo, como se desaparecessem — segundo o autor, uma crítica à reforma trabalhista. A terceira parte da obra, o “menos um” de título, é uma pequena prateleira com uma garrafa de água sanitária e outra de desinfetante, os itens que o catador de material reciclável Rafael Braga portava quando foi preso durante uma manifestação contra o aumento das passagens de ônibus no Rio de Janeiro, em 2013.

Intitulada “Dois Crimes Menos Um”, a obra do artista plástico pernambucano Lourival Cuquinha, em exposição na Baró Galeria, na ArtRio, exibe a miniatura de um helicóptero coberta por um pó branco

Intitulada “Dois Crimes Menos Um”, a obra do artista plástico pernambucano Lourival Cuquinha, em exposição na Baró Galeria, na ArtRio, exibe a miniatura de um helicóptero coberta por um pó branco (//Divulgação)