Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘O Grito’, de Munch, torna-se o quadro mais caro já leiloado

A obra, de 1895, foi arrematada por US$ 120 milhões e quebrou o recorde de 106,5 milhões alcançado por 'Nude, Green Leaves and Bust', de Pablo Picasso

Uma das versões de O Grito, do norueguês Edvard Munch, tornou-se, nesta quarta, o quadro mais caro já arrematado em leilão na história. A tela, datada de 1895, foi vendida por 120 milhões de dólares na galeria Sotheby’s, em Nova York, e é uma das quatro variações da obra, a única pertencente a colecionador privado. A pintura era do empresário norueguês Petter Olsen, cujo pai foi amigo, vizinho e patrono de Munch.

O valor quebrou o recorde de 106,5 milhões, alcançado por Nude, Green Leaves and Bust, de Pablo Picasso, em leilão realizado em 2010. As duas obras, porém, representam apenas a metade do valor do quadro mais caro já vendido – 250 milhões de dólares na tela The Card Players, de Paul Cezanne, adquirida pela família real do Qatar em fevereiro deste ano.

A figura expressionista é o pilar da série The Frieze of Life e representa sua necessidade de expressar seu estado mental, ansioso e angustiado, através da arte.