Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nicolas Cage devolve à Mongólia crânio de dinossauro roubado

Fóssil foi levado ilegalmente aos Estados Unidos e adquirido pelo ator em uma galeria de arte por mais de 1 milhão de reais

Nicolas Cage concordou em devolver um crânio de Tyrannosaurus bataar que havia comprado em 2007 por 276 000 dólares (cerca de 1,1 milhão de reais). Embora a compra tenha sido realizada em uma galeria de Beverly Hills, a I.M. Chait, a Justiça comprovou que o raro fóssil foi roubado e pertence à Mongólia. O ator entregará a peça para as autoridades americanas, que a enviará ao país asiático.

A assessoria de imprensa de Cage confirmou que foi ele quem comprou a peça e que chegou a receber um certificado de autenticidade da galeria. Em 2014, porém, as autoridades de segurança americanas informaram ao ator que o crânio poderia ter sido roubado e enviado ilegalmente da Mongólia para os Estados Unidos, o que acabou sendo confirmado. Ainda de acordo com os representantes do artista, ele aceitou devolvê-la ao saber do caso e não deve sofrer nenhum tipo de acusação.

LEIA TAMBÉM:

Irmão de Paul Walker vai atuar com Nicolas Cage em filme

Russell Brand se une a Nicolas Cage em comédia sobre Bin Laden

Até quando Nicolas Cage vai acreditar que é ator?

Nicolas Cage ‘recorre’ a ‘Satã’ para vender filme

A galeria I.M. Chait também não será penalizada, embora já tenha comprado e vendido um esqueleto de dinossauro roubado por Eric Prokopi, um paleontologista que está preso e que é acusado de movimentar um “mercado negro de fósseis pré-históricos”. Os dois casos foram denunciados pelo advogado Preet Bharara, de Nova York.

Não é certo que o crânio que era de Nicolas Cage esteja especificamente conectado a Prokopi, que se declarou culpado, em dezembro de 2012, pelo roubo de um esqueleto de Tyrannosaurus bataar do deserto de Gobi, na Mongólia. Como parte de sua sentença, o paleontologista ajudou a recuperar ao menos 17 outros fósseis. Desde 2012, Bharara já resgatou mais de uma dúzia de ossos de dinossauros, inclusive três esqueletos completos de Tyrannosaurus bataar.

Essa espécie é carnívora assim como seu parente mais famoso, o Tyrannosaurus rex. O bataar viveu há aproximadamente 70 milhões de anos e seus vestígios foram encontrados apenas na Mongólia, país que tornou crime a exportação de fósseis de dinossauro em 1924.

Tyrannosaurus bataar dinosaur Tyrannosaurus bataar dinosaur

Tyrannosaurus bataar dinosaur (/)

(Da redação)