Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Morre Robert Sherman, compositor de ‘Supercalifragilisticexpialidocious’

O compositor americano Robert Sherman, ganhador do Oscar e autor de populares temas musicais da Disney como “Supercalifragilisticexpialidocious”, de “Mary Poppins”, morreu em Londres aos 86 anos de idade, anunciou nesta terça-feira seu agente.

“Faleceu tranquilamente ontem (segunda-feira)”, disse à AFP uma porta-voz da agência de notícias Stella Richards Management, sem dar mais informações.

Robert Sherman compôs, sempre em parceria com o seu irmão Richard, as trilhas sonoras de filmes como “Mary Poppins”, “Mogli o menino lobo” e “Os Aristogatos” durante dez anos de frutíferas colaborações com a companhia Walt Disney.

Graças a “Mary Poppins”, o musical protagonizado por Julie Andrews e Dick Van Dyke, os chamados ‘Sherman Brothers’ foram agraciados com dois Oscar em 1965, o de melhor trilha sonora e melhor canção original por “Chim Chim Cher-ee”.

Ao longo de mais de cinco décadas de carreira, os irmãos foram indicados para mais sete estatuetas, mas nunca venceram novamente.

Seu trabalho, no entanto, voltou a ser reconhecido em Hollywood em 1976 com uma estrela na Calçada da Fama e em 2005 com sua inclusão no Salão da Fama dos compositores.

Nascido em dezembro de 1925 em Nova York, este filho de compositor judeu de origem russa estudou música desde pequeno.

De volta aos Estados Unidos, após servir ao Exército durante a Segunda Guerra Mundial, começou a compor canções com o seu irmão, e em 1958 ambos conseguiram uma primeira vitória com “Tall Pall” que chegou ao ‘Top Ten’.

Esta notoriedade valeu o contrato com a Disney, onde criaram, ainda em 1964, “It’s a Small World”, que posteriormente deu lugar a uma popular atração nos parques temáticos da companhia.

Depois da Disney, além de continuar a compor músicas para filmes como “Chitty Chitty Bang Bang” e “Tom Sawyer”, Robert e seu irmão conseguiram grande sucesso em musicais teatrais e colocaram várias canções nos primeiros lugares das paradas de sucesso.

Ao anunciar a morte de seu pai, que vivia em Londres e que estava doente há meses, seu filho Jeffrey escreveu em seu Facebook “para sempre suas canções e sua genialidade levarão esperança, alegria e amor para este mundo tão pequeno”.