Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Mistério na TV: os Simpsons estão chegando ao fim?

Em entrevista a um podcast americano, Danny Elfmann, autor da música-tema do seriado, disse que há sinais de que 2020 será o último ano de Homer & cia

Por Sérgio Martins - 28 nov 2019, 18h28

 

Desenho mais longevo no ar na televisão americana, OS SIMPSONS podem estar chegando ao fim. A informação foi dada por DANNY ELFMAN, autor da música-tema do seriado, numa entrevista para o podcast do site joe.ie. “Pelo que escutei, pode ser que 2020 seja o último ano dos Simpsons”, disse o compositor de 66 anos. “Estou surpreso de ter durado tanto. O tema que eu criei era meio maluco, pensei que ninguém fosse escutar. Até porque achei que o show não ficaria muito tempo no ar.”

Os Simpsons foram criados pelo cartunista Matt Groening em 1987. A princípio, era um quadro dentro do programa da comediante inglesa Tracey Ullman. Hoje a trajetória da família disfuncional comandada pelo atrapalhado Homer tem 670 episódios. É um dos maiores fenômenos pop dos últimos tempos, com participações de artistas como Paul McCartney, Aerosmith, Red Hot Chili Peppers, entre outros. O “d’oh” proferido por Homer em seus momentos mais apatetados foi até incluído no Dicionário Oxford, em 2001. Os Simpsons renderam ainda um filme no cinema, que em 2007 arrecadou mais de 500 milhões de dólares. Nos últimos tempos, o seriado perdeu audiência e ganhou em polêmica. O episódio que trazia a voz de Michael Jackson foi tirado do ar depois que vieram à tona as acusações de pedofilia do astro do pop. Outro imbróglio se deu em relação ao personagem Apu Nahasapeemapetilon, um indiano dono de uma loja de conveniências. Algumas entidades acham que o tipo reforça estereótipos racistas.

Publicidade