Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mariah Carey revela diagnóstico de transtorno bipolar

'Tinha um constante medo de que alguém iria me expor', revelou a cantora sobre distúrbio descoberto em 2001

Mariah Carey revelou que foi diagnosticada com transtorno bipolar em 2001, quando foi hospitalizada por um colapso mental. No entanto, a cantora só começou a fazer tratamento há poucos anos. “Eu não queria acreditar no diagnóstico”, afirmou em entrevista à revista americana People.

“Até recentemente, eu vivia em negação, me isolava e tinha um constante medo de que alguém iria me expor”, explicou Mariah. “Era um fardo muito pesado para carregar e eu simplesmente não conseguia mais. Recebi tratamento, mantenho pessoas positivas à minha volta e voltei a fazer o que eu amo — escrever canções e fazer músicas.”

Segundo a revista, Mariah possui transtorno bipolar do tipo dois, caraterizado por quadros de depressão e hipomania (grandes variações de humor). Os sintomas ainda incluem insônia e hiperatividade. A cantora está fazendo terapia e tomando medicamentos adequados.

No início, Mariah acreditou que estava apenas com problemas para dormir. “Não era uma insônia comum. Ficava irritada e com um medo constante de decepcionar as pessoas. Eventualmente, simplesmente batia em uma parede. Acho que meus episódios de depressão eram caracterizados por uma energia muito baixa. Me sentia triste, sozinha e até culpada por não estar fazendo o que deveria pela minha carreira”, revelou.

Agora, Mariah está em estúdio gravando as músicas para o seu décimo quinto álbum, o sucessor do CD lançado em 2014, Me. I Am Mariah… The Elusive Chanteuse.