Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Madonna elege Taylor Swift sua ‘princesa do pop’ favorita

Considerada a 'rainha do pop', cantora afirma que não consegue tirar canções de Taylor da cabeça

Por Da Redação - 29 jan 2015, 08h42

Madonna, considerada a rainha do pop, afirmou que Taylor Swift é sua princesa favorita na indústria musical. Ao ser questionada sobre a concorrência de cantoras jovens pelo apresentador Richard Wilkins, no programa de TV australiano Today, Madonna respondeu: “É bom que existam princesas [do pop]. Significa que existem muitos vestidos bonitos por ai para serem usados. Eu gosto da Taylor Swift. Ela escreve canções que grudam. Eu não consigo tirá-las da minha cabeça”, disse a cantora de 56 anos.

Em resposta ao comentário de Madonna, Taylor utilizou seu Tumblr nesta quarta-feira para postar uma breve resposta: “Agora morri”, resumiu a jovem, que na semana passada ultrapassou a marca de 4 milhões de discos vendidos, com 1989. Segundo a revista Billboard, este é o primeiro álbum que alcança os 4 milhões em venda desde que Red, também de Taylor, conquistou tal feito no início de 2014. No total, a princesa do pop vendeu 27 milhões de discos apenas nos Estados Unidos.

Leia também:

Ensaio: Madonna faz topless aos 56 anos

Publicidade

Madonna, Ariana Grande e AC/DC farão show no Grammy

Mandela e Luther King: as novas vítimas do Instagram de Madonna

Taylor Swift é eleita a mulher mais poderosa dos meios de comunicação

Madonna atualmente divulga seu novo disco, Rebel Heart, previsto para ser lançado em março deste ano. Em dezembro, seis faixas do álbum vazaram na internet. Em seguida, a cantora antecipou o lançamento das mesmas canções para download, mas com a qualidade finalizada.

Publicidade

Out of the Woods

“Olhando para ele agora / Tudo parece tão simples / Estávamos deitados no sofá / eu me lembro / Você tirou uma Polaroid de nós / Então descobriu / o resto do mundo era preto e branco / Mas estávamos em cores gritantes / E eu me lembro de pensar / Será que estamos fora de perigo ainda?”, diz um trecho do single Out of the Woods, do novo álbum da cantora, 1989, dedicado ao cantor Harry Styles, da banda One Direction. O namoro dos dois durou pouco mais de dois meses, entre outubro de 2012 e janeiro de 2013, o suficiente para inspirar a cantora.

Our Song

Publicidade

“Ele tinha uma mão no volante/ E a outra em meu coração/ Olhei em volta, desliguei o rádio/ Ele disse ‘Baby, há algo errado?’/ Eu disse ‘Nada, estava só pensando como nós não temos uma canção’”. Primeira música dedicada a um ex-namorado, não se sabe qual, da cantora, antes da fama.

Should’Ve Said No

“Você devia ter dito ‘não’, ido pra casa/ Devia ter pensado duas vezes antes de botar tudo a perder/ Devia ter recusado, mas o que fez com ela/ Chegou aos meus ouvidos.” Pela primeira vez, Taylor transforma o término de um relacionamento conturbado em sucesso. A música foi dedicada a um ex-namorado do colegial que a traiu.

Picture to Burn

Publicidade

“Eu odeio essa estúpida caminhonete velha/ Que você nunca me deixa dirigir/ Você é um caipira, destruidor de corações/ Que é realmente um péssimo mentiroso.” O caipira não chegou a ser namorado de Taylor Swift, mas arrogância do rapaz, com quem ela saiu algumas vezes, serviu de inspiração para a letra virulenta.

Forever and Always

“E eu olho para o telefone/ Ele ainda não ligou/ E você se sente tão fraca, que não consegue sentir mais nada/ E você relembra quando ele falou/ ‘Para sempre e sempre’.” Dedicada ao músico Joe Jonas, dos Jonas Brothers, que terminou o namoro pelo telefone. A primeira canção dedicada a um ex-namorado famoso.

Dear John

Publicidade

“Bem, talvez a culpa seja minha e de meu otimismo cego/ Talvez você e sua necessidade doentia de dar amor e tirar depois/ E você vai adicionar o meu nome a sua longa lista de traidores/ E eu vou olhar para trás e lamentar como eu ignorei quando diziam ‘Corra o mais rápido que puder’.” Pelo nome não há como esconder que a música foi dedicada ao cantor John Mayer e ao tratamento que ele dava à sua ex-namorada. Em entrevista à revista americana Rolling Stone, Mayer contou que se sentiu humilhado com a canção.

The Story of Us

“Agora estou sozinha em uma sala lotada/ E não estamos nos falando/ E eu estou morrendo de vontade de saber: isso mata você de alguma forma, como mata a mim?/ Eu não sei o que dizer sobre a reviravolta do destino quando tudo se quebrou/ E nossa história se parece com uma tragédia agora.” Outra música dedicada ao conturbado fim de namoro com John Mayer.

Back to December

Publicidade

“Desejava ter percebido o que tinha quando você era meu/ Eu volto para dezembro, mudo tudo/ E faço tudo certo/ Eu volto para dezembro toda hora.” Dedicada ao ator Taylor Lautner. A cantora, arrependida, admite ser a culpada pelo fim do namoro.

We Are Never Ever Getting Back Together

“Eu digo que odeio você, terminamos, você me liga, eu amo você/ Você voltou atrás mais uma vez na noite passada/ Mas, desta vez, estou lhe dizendo/ Nós nunca, nunca, nunca vamos voltar.” Apesar de Taylor Swift nunca ter confirmado, os fãs da cantora insistem que a música foi feita para o seu namorado no final de 2012, o ator Jake Gyllenhaal.

Publicidade