Clique e assine a partir de 9,90/mês

Lollapalooza: The Killers fecha 1º dia com karaokê animado

Em dia de atrações fracas, banda foi destaque junto com Of Monsters and Men

Por Carol Nogueira - 30 Mar 2013, 06h00

O festival Lollapalooza, que teve início nesta sexta-feira e vai até o domingo no Jockey Club de São Paulo, começou meio devagar. O dia era mesmo de poucas atrações interessantes, e não houve grandes surpresas. Mas a banda de indie rock The Killers, última atração da noite, se mostrou uma ótima escolha da organização do evento e terminou o dia com um grande karaokê com o público – segundo a organização, 51.000 pessoas (o esperado eram 60.000).

Leia também:

Lollapalooza começa com lama e protesto contra deputado

Já a decepção do dia foi a banda Flaming Lips, que vinha fazendo shows muito divertidos nos últimos anos e optou por uma apresentação mais contemplativa. O vocalista Wayne Coyne, conhecido por suas extravagâncias, entrou no palco com um bebê de plástico enrolado em um cobertor, do qual saíam vários fios iluminados, e ficava ninando e acariciando o boneco no intervalo de cada música. Foi bem estranho, até para quem conhece o grupo.

Continua após a publicidade

Redes sociais: Qual sua avaliação do primeiro dia do Lollapalooza?

Em dia de muitas atrações fraquinhas, as atenções se voltaram mesmo para a lama e a chuva, que deram ao Lollapalooza um certo clima de festival gringo. Sim, é preciso lembrar que, embora incômodo, o lamaçal é elemento clássico de festivais famosos que acontecem mundo afora, como o inglês Glastonbury, e está fora do controle da organização. Por isso, uma dica para quem for ao evento neste sábado e domingo é vestir galochas ou outros calçados propícios para enfrentar esse inconveniente.

Estrutura – Um cuidado tomado pela produção neste ano merece destaque. Na edição 2012, não havia locais em que o público pudesse se proteger da chuva ou do sol forte, e neste ano foram instaladas várias estruturas no meio do Jockey com este fim. Ponto para a organização, já que mostra que aprenderam com os próprios erros. Outro problema que havia no ano passado e que aconteceu novamente neste ano foram as longas filas, que já começavam do lado de fora para quem comprou ingresso pela internet e optou por retirar na bilheteria – a espera chegou a duas horas.

O Lollapalooza continua neste sábado, quando os destaques devem ser os shows das bandas Alabama Shakes, Queens of the Stone Age e Black Keys. Já o domingo deve ser o dia mais cheio, já que conta com o grupo veterano de rock Pearl Jam como principal atração.

Continua após a publicidade

Saiba mais:

GeoSocial, o mapa com notícias e informações sobre o Lollapalooza

Publicidade