Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Livro ignorado de memórias de Agatha Christie será republicado

A obra tem relatos das viagens feitas pela escritora e seu marido arqueólogo para a Síria e o Iraque no período do pós-guerra

A britânica Agatha Christie é conhecida por seus romances envolventes e misteriosos, mas a autora de histórias sobre crimes e assassinatos também possuía outra faceta: ela gostava de escrever memórias e relatos de viagens. Come, Tell me How You Live é um exemplo desta outra Agatha que foi deixado de lado por críticos e leitores e vai ganhar uma nova chance em agosto deste ano, com uma reedição planejada pela HarperCollins, editora responsável pela obra da autora, de acordo com o site do jornal inglês The Guardian. Ainda não há informações sobre o lançamento no Brasil.

LEIA TAMBÉM:

‘Hercule Poirot’, detetive de Agatha Christie, terá novo livro

Agatha Christie ganhará estátua de bronze em Londres

Obras de Agatha Christie serão adaptadas para a televisão

Descrito pela editora como “um livro esquecido de Agatha”, o título conta com textos pessoais e trechos de um diário da viagem feita pela autora ao lado do marido, o arqueólogo Max Mallowan, pelas ruinas da Síria e do Iraque depois da Segunda Guerra Mundial. O livro ainda traz mais de 40 fotos feitas pela romancista para documentar os lugares por onde passou com Mallowan.

As viagens da dupla, descritas por Agatha Christie como uma “crônica sinuosa”, segundo o Guardian, aconteceram durante os anos 1930, quando o casal conheceu vários locais históricos, que hoje são alvo de ações extremistas do Estado Islâmico, incluindo a antiga cidade assíria de Nimrud.

“Este é o livro mais ignorado de Agatha Christie”, disse o responsável pela nova edição que será lançada na Inglaterra neste ano, David Brawn, ao jornal britânico. “Ela o publicou logo após a Segunda Guerra, em 1946, dezesseis anos depois de se casar com Max Mallowan. Eles costumavam viajar muito. Ela foi uma verdadeira aventureira. Dormia em tendas, entrava nas cavernas, catalogava e ajudava a organizar os artefatos encontrados, além de fotografá-los. Há um pouco da aventura da sua vida real, mas o livro é realmente uma história charmosa e pessoal sobre esse período” .

Come, Tell me How You Live será republicado em 27 de agosto, iniciando as comemorações do 125º aniversário da autora, celebrado em setembro.

(Da redação)