Clique e assine a partir de 9,90/mês

Lindsay Lohan será julgada nesta segunda-feira

A atriz é acusada de ter mentido para a polícia em 2012, após bater seu carro na Califórnia. Ela disse que era seu assistente quem estava dirigindo, mas não era

Por Da Redação - 18 mar 2013, 13h20

A atriz Lindsay Lohan será julgada nesta segunda-feira, na corte de Los Angeles, nos Estados Unidos. Ela é acusada de ter mentido para a polícia em junho do ano passado, após um acidente com seu carro em Santa Monica, na Califórnia. Na época, ela disse aos policiais que quem estava dirigindo era seu assistente, Gavin Doyle – na verdade, era ela. De acordo com o site Radar Online, Doyle será testemunha-chave do julgamento desta segunda-feira. A atriz chegou ao julgamento com 48 minutos de atraso – que estava marcado para as 8h30 locais (12h30 de Brasília).

Não está claro qual advogado irá representar Lindsay, pois ela demitiu sua antiga advogada, Shawn Holley, e havia contratado um novo, Mark Heller, para representá-la neste julgamento. O juiz, porém, considerou Heller incompetente e o impediu de defender a atriz no julgamento.

Segundo o TMZ, caso Lindsay seja considerada culpada, ela pode ser condenada a passar entre 60 e 90 dias na cadeia — a pena pode ser ainda pior caso o juiz considere que ela violou sua condicional (ela havia sido condenada pelo roubo de um colar em 2011).

Rehab – A equipe de Lindsay tenta conseguir um acordo no qual ela iria para uma clínica de reabilitação por 60 dias para evitar ir para a prisão. No entanto, ela tem se recusado a ir para a “rehab”, porque afirma não ter problemas com drogas ou álcool.

Continua após a publicidade

Além de correr o risco de ir para a prisão, a atriz está quebrada. Ela deve 150.000 dólares à sua antiga advogada, Shawn Holley, e, recentemente, voltou a morar com a mãe em Nova York, porque não consegue mais bancar o aluguel em Los Angeles. Até alguns amigos, como Charlie Sheen, andaram ajudando a moça a pagar as contas. Para piorar, a atriz anda em baixa em Hollywood e ninguém mais quer contratá-la.

Publicidade