Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jane Fonda: caso Weinstein ecoou por causa de ‘brancas e famosas’

Atriz afirmou que o assédio 'acontece há muito tempo com mulheres negras e não é repercutido da mesma maneira'

Jane Fonda comentou sobre a repercussão das denúncias de assédio contra Harvey Weinstein durante o programa americano All In With Chris Hayes. A veterana da televisão e do cinema acredita que parte do motivo pelo qual os casos foram bastante veiculados foi por causa das vítimas serem “brancas e famosas”. 

“Eu sinto que algo mudou”, explicou. “Mas é triste que provavelmente seja pelo fato de que tantas mulheres que foram assediadas por Harvey Weinstein são brancas e famosas. Isso acontece há muito tempo com mulheres negras e não é repercutido da mesma maneira.”

Jane já havia se prenunciado sobre as acusações contra o produtor anteriormente. Em uma entrevista ao programa de TV HardTalk no começo de outubro, revelou que já sabia dos crimes de Weinstein, mas nunca o denunciou. “Queria ter dito antes, mas nunca aconteceu nada comigo. Não queria expô-lo. Admito que deveria ter sido mais corajosa. Isso não é um caso extremamente raro em Hollywood. É tão comum quanto em cada país do mundo, em todos os setores, como nos negócios e no governo. É o padrão de comportamento de muitos e muitos homens, é algo epidêmico.” 

Em março deste ano, a atriz de 79 anos contou que foi estuprada na infânciaO passado traumático da veterana a motivou a lutar pelos diretos da mulher. Em 2001, fundou o Centro Jane Fonda para Saúde Reprodutiva Adolescente, cujo objetivo é prevenir a gravidez precoce. Além disso, também é uma conhecida como apoiadora do movimento V-Day, voltado para combater a violência contra mulheres e meninas nos Estados Unidos.