Clique e assine a partir de 9,90/mês

Ian Anderson, do Jethro Tull, diz que sofre de doença incurável no pulmão

"Ainda consigo fazer o que faço. Porém, meus dias estão contados", disse o flautista em entrevista ao canal AXS

Por Felipe Branco Cruz - 12 Maio 2020, 14h34

Ian Anderson, de 72 anos, líder do Jethro Tull, disse em uma entrevista ao programa The Big Interview, do canal AXS TV, que sofre de uma doença obstrutiva crônica nos pulmões (DPOC na sigla em inglês) e que ela não tem cura. O flautista contou que recebeu o diagnóstico há alguns anos, mas que essa foi a primeira vez que falou sobre isso em público. “Vou contar uma coisa que não disse a ninguém publicamente. Sofro de uma doença pulmonar incurável diagnostica há alguns anos. Sofro com ela. Tenho o que chama de exacerbações, ou seja, momentos em que a infecção se torna uma bronquite grave com duração de duas ou três semanas.”

O artista disse que parte da culpa pela doença é das máquinas de fumaça dos shows. “Passei 50 anos da minha vida no palco entre aquelas malditas máquinas de fumaça. Como se alguém fosse inocente e não soubesse que ela danifica os pulmões. Acredito que ela seja uma parte significativa do meu problema”.

Anderson tentou tranquilizar os fãs. “Ainda consigo fazer o que faço. Se eu estiver em um ambiente razoavelmente limpo de poluição, em termos de qualidade do ar, fico bem. Porém, meus dias estão contados.” Em entrevista para a revista Rolling Stone americana, Anderson disse que na quarentena está vivendo em sua fazenda, no sudoeste da Inglaterra, cercado por 40.000 árvores que ele próprio ajudou a plantar.

A entrevista completa será exibida nesta quarta-feira, 13, no canal AXS. O trecho em que ele faz a revelação da doença pode ser assistido abaixo.

Publicidade