Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Humorista Claudia Rodrigues faz tratamento intenso, das 6h às 22h

Depois do transplante de células-tronco, atriz segue fazendo atividades para mitigar as sequelas da esclerose múltipla

Claudia Rodrigues continua em um tratamento intensivo para mitigar as sequelas da esclerose múltipla, doença sem cura contra a qual luta desde 2000. A atriz realizou transplante com células-tronco em 2016 e, no último mês, recebeu a confirmação de que tinha obtido sucesso. Agora, Claudia vive em uma clínica no interior de São Paulo, onde, de domingo a sexta-feira, acorda às 6 horas e realiza atividades até as 22 horas.

De acordo com a empresária, Adriane Bonato, Claudia tem apresentado uma grande evolução. “Conversei com os médicos e a melhora foi maior do que o esperado. A fala já melhorou completamente e ela continua tratando sequelas, como um pequeno desvio no olho e a marcha (caminhada)“, afirmou.

Durante o período em que esteve internada, a atriz passou por sessões de quimioterapia. Ela se submeteu ao transplante com células-tronco e ficou reclusa por causa da baixa imunidade. A reclusão também ajuda a evitar surtos emocionais, aos quais a paciente fica vulnerável após o tratamento.

Entre as atividades realizadas diariamente pela atriz, estão caminhadas na piscina, fisioterapia, pilates, hidromassagem e alongamento. Claudia ainda realiza uma hora de terapia todos os dias e participa de palestras motivacionais todas as noites. Depois disso, vai dormir às 22 horas, pois precisa de 8 horas de sono.

Nesta quinta-feira, a atriz completa seis meses dentro dessa disciplina, ficando sempre com o sábado livre para fazer pequenos passeios dentro da propriedade e descansar das atividades diárias. Agora, é esperado que ela passe para um regime externo, em que poderá ficar sozinha, em casa, durante os finais de semana.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Tio Do lanche

    Força Claudia, estamos rezando por você

    Curtir

  2. Essa é verdadeiramente uma mulher Guerreira. Força aí, Claudia ! 🙂

    Curtir