Clique e assine a partir de 9,90/mês

Globo responde crítica de Mandetta contra a imprensa

Ministro da Saúde disse que meios de comunicação ‘às vezes são sórdidos’

Por Redação - 28 mar 2020, 21h41

O Jornal Nacional, da rede Globo, dedicou parte de sua edição deste sábado, 28, ao pronunciamento do Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que divulgou números atualizados de mortes e casos confirmados de coronavírus no Brasil. Destoando do discurso do presidente Jair Bolsonaro, Mandetta defendeu o isolamento e explicou que a Covid-19 em nada se parece com outras epidemias, como a do H1N1.

O ministro, porém, manteve parte da fala de Bolsonaro ao atacar a imprensa, dizendo que “às vezes meios de comunicação são sórdidos”. Em resposta, a apresentadora Ana Paula Araújo defendeu o trabalho dos jornalistas e alfinetou o ministro, dizendo que a fala foi uma maneira que Mandetta encontrou de agradar o presidente.

Leia abaixo a resposta do Jornal Nacional dita ao vivo por Ana Paula:

“O ministro da saúde encontrou uma outra maneira de agradar o presidente: criticou o trabalho da imprensa, afirmando que os meios de comunicação são sórdidos, porque na visão dele só vendem se a matéria for ruim. Na pandemia de um vírus letal contra o qual não há medicamente ou vacina é estarrecedor que ele não reconheça que o nosso trabalho, o trabalho de todos os colegas jornalistas, daqui da Globo, mas também de todos os veículos, é um remédio poderoso: dar informação para que o povo possa se proteger. Há muitos trabalhos essenciais, dos médicos e enfermeiros em primeiro lugar, mas nós jornalistas estamos nas redações e nas ruas arriscando nossa saúde, para cumprir nossa missão. E fazemos isso com orgulho.”

Publicidade