Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gilberto Gil recebe prêmio por promover novas tecnologias na cultura

Madri, 18 jul (EFE).- Um dos artistas mais importantes do Brasil e da América Latina, Gilberto Gil recebeu nesta quarta-feira o Prêmio Ricardo Valle 2011, concedido por sua luta pela ‘democratização da cultura em seu país’ e por impulsionar a ‘convergência entre a educação e as tecnologias’.

Este prêmio, que foi criado em 2011 para promover a comunicação no âmbito da cultura, da educação e da ciência na Comunidade Ibero-Americana, presta homenagem ao espanhol Ricardo Valle, um dos maiores promotores das novas tecnologias da informação e comunicação na região.

O presidente da ATEI (Associação de Televisões Educativas e Culturais Ibero-americanas) Ernesto Velázquez, presente no evento, disse que Gil foi premiado por sua luta por ‘democratizar a cultura em seu país’.

Gilberto Gil teve um papel essencial neste âmbito quando foi ministro da Cultura do Brasil entre 2003 e 2008. O cantor e compositor incentivou a criação do Primeiro Fórum de Comunicação Pública, que estabeleceu os princípios básicos da TV pública no país.

Também estiveram presentes no evento o titular da secretaria-geral Ibero-Americana (Segib) Enrique Iglesias; o secretário-geral da ATEI, Alberto García Ferrer e o embaixador do Brasil na Espanha, Paulo César de Oliveira Campos.

Os líderes destacaram o espírito comprometido de Gil, através de sua atividade como artista, e disseram que o ‘Tropicalismo’, movimento que criou, modernizou a música brasileira e ‘rompeu limites sociais e culturais’. Eles também lembraram a ‘luta cultural’ que o artista travou durante o cargo de ministro.

O ‘artista multimídia’ promoveu o emprego das tecnologias para o desenvolvimento e ‘impulsionou os meios de comunicação educativos e culturais’ durante os cinco anos em que exerceu o cargo, segundo Velázquez.

‘Sempre busquei em meu espírito a melhor maneira de ajudar a mim mesmo e aos demais’, disse Gil após receber o prêmio. ‘É preciso cuidar da espiritualidade, que está em mãos da cultura, e este prêmio contribui para esse cuidado’, acrescentou.

No entanto, o compositor não escapou do forte impacto que a recessão econômica está tendo para o mundo da cultura.

‘A cultura sempre foi um dos setores mais castigados quando a economia não vai bem, e agora é preciso lutar mais do que nunca para que siga contando com recursos’, disse Gil.

O ex-ministro não se limitou a descrever a amarga realidade e defendeu a ‘inovação’ como algumas das principais saídas para a situação. ‘A sociedade tem que se mobilizar, e os empreendedores, em colaboração com o setor público, devem começar a exercer um papel cada vez mais importante’, comentou.

Além deste prêmio, Gilberto Gil recebeu na terça-feira o Prêmio da Cultura portAmérica 2012, em evento realizado em Pontevedra, também na Espanha. EFE