Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Família vai terminar ‘castelo’ de José Rico no interior de SP

Sertanejo deixou inacabada mansão com mais de cem quartos na Rodovia Anhanguera

A família do cantor José Rico, morto de infarto na terça-feira, aos 68 anos, afirmou que vai concluir um dos maiores sonhos do sertanejo: o “castelo”, com mais de cem quartos, que está sendo erguido em Limeira, no interior de São Paulo. O anúncio foi feito nesta quarta-feira e a obra, que fica às margens da Rodovia Anhanguera (SP-330), não será comercializada após o término, segundo os parentes.

José Rico teria ouvido de uma cigana há muitos anos que nunca conseguiria terminar a casa própria. De acordo com a assessoria do cantor, além de finalizar a mansão, a família não pretende vender nenhum dos outros bens do sertanejo. Há pouco mais de quatro meses, em entrevista, Rico falou que a previsão da cigana seria apenas uma lenda. E que pretendia montar um estúdio no castelo, além de levar toda a sua família para morar no local. “Ali é meu mundo”, afirmou durante reportagem exibida no Fantástico, na Rede Globo.

Leia também:

Morre o cantor sertanejo José Rico, aos 68 anos

Velório de José Rico reúne mais de 25 mil no interior de SP

A obra começou a ser erguida há mais de 30 anos e fica na divisa de Limeira com Americana,cidade onde o corpo do artista foi enterrado. José Rico chegou a compor uma música com o nome Castelo, que diz “construi um castelo bonito pra dar de presente a pessoa amada”.

Esta não foi a primeira grande obra do músico que, ao contrário do parceiro Milionário (mais recatado), era bem megalomaníaco. Nos anos 1970, ele construiu uma casa no formato da taça Jules Rimet, prêmio oferecido ao Brasil pela conquista da Copa do Mundo de Futebol. Porém, morou pouco no imóvel e acabou vendendo. “Tudo isso é um sonho”, falou certa vez José Rico sobre a intenção de fazer obras grandiosas.

(Da redação com Estadão Conteúdo)