Clique e assine com 88% de desconto

Estúdio quer novos filmes de ‘Jogos Vorazes’

Michael Burns, vice-presidente da Lionsgate, manifestou interesse em produzir filmes que serviriam de prelúdio à saga inspirada nos livros de Suzanne Collins

Por Da Redação - 8 dez 2015, 20h08

Michael Burns, vice-presidente da Lionsgate – estúdio responsável pela franquia Jogos Vorazes – disse em entrevista coletiva em Nova York, nesta terça-feira, que a saga estrelada por Jennifer Lawrence pode ganhar mais um capítulo, mesmo sem uma continuidade da história nos livros, escritos por Suzanne Collins. Segundo Burns, a série vai “viver”, talvez na forma de prelúdios.

LEIA TAMBÉM:

‘Jogos Vorazes’ atinge os US$ 320 milhões em bilheteria

Jennifer Lawrence é a atriz mais bem paga – mas ganha muito menos que atores

Publicidade

‘Jogos Vorazes’: ator deixa escapar que podem vir novos filmes

O executivo comentou sobre as arenas onde ocorriam os jogos entre as crianças do país fictício de Panem, presentes nos dois primeiros longas e ausentes nos últimos, o que teria deixado saudades entre os fãs mais jovens. “Se nós voltarmos no tempo obviamente haverá arenas”, disse, ao ser questionado sobre a possibilidade de a trama acontecer em um tempo anterior aos quatro filmes já existentes.

Em agosto, durante a Comic Com de San Diego, o ator Josh Hutcherson, que interpreta o personagem Peeta na série, deixou escapar a dica de que isso poderia acontecer, ao falar que o estúdio teria interesse em fazer um novo filme que contasse a história anterior àquela dos livros e dos longas lançados até o momento.

O primeiro filme da franquia, Jogos Vorazes (2012), arrecadou mais de 694 milhões de dólares em bilheteria. O segundo, Jogos Vorazes: Em Chamas (2013), obteve 865 milhões de dólares ao redor do mundo, o terceiro, Jogos Vorazes: A Esperança -Parte 1 (2014), 755 milhões, e o último, Jogos Vorazes: A Esperança – O Final, ainda em cartaz, já bateu a marca de 523 milhões de dólares.

Publicidade

(Da redação)

Publicidade