Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Equador prende homem que ameaçou presidente Correa pelo Twitter

Quito, 24 nov (EFE).- O ministro do Interior do Equador, José Serrano, anunciou nesta quinta-feira a prisão de um homem acusado de ameaçar de morte o presidente do país, Rafael Correa, através de sua conta no microblog Twitter.

Serrano, em declarações ao site oficial da Presidência, ‘El Ciudadano’, afirmou que o acusado, Javier Genovez Solano, tem 44 anos de idade e é procedente da cidade de Cuenca.

No sábado passado, o próprio governante revelou as ameaças em seu habitual relatório semanal. Correa, que se identifica como @MashiRafael no Twitter, afirmou que uma das mensagens dizia: ‘Ave MashiRafael, nós, que vamos te matar, te cumprimentamos!’.

‘Esse não é o único twitt ameaçador que ele enviou ao presidente da República, mas houve uma série de mensagens cruzadas com outras pessoas, mensagens ameaçadoras sobre a vida do presidente’, declarou Serrano ao site ‘El Ciudadano’.

No sábado passado, Correa afirmou que outros funcionários do governo também tinham recebido ameaças, entre eles, o diretor do Serviço de Rendas Internas (Receita equatoriana), Carlos Carrasco.

Correa fez essas declarações ao se referir às denúncias de ameaças do diretor da ONG Fundamedios, César Ricaurte, que disse ter recebido ameaças após denunciar o governo equatoriano por violações da liberdade de imprensa na Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH).

Ricaurte afirmou que as mensagens se proliferaram após o governo transmitir programas de rádio e televisão nos quais respondia às acusações na CIDH.

A Fundamedios criticou um polêmico projeto de Lei de Comunicação que, em sua opinião, colocaria em perigo a liberdade de expressão no país. Correa, por sua vez, considera o projeto necessário para acabar com os supostos ‘abusos’ da imprensa. EFE