Clique e assine a partir de 9,90/mês

Documentos raros de Michelangelo são ‘sequestrados’ por ex-funcionário do Vaticano

Autor do furto pediu 100.000 euros a um cardeal da Basílica São Pedro para devolver as peças

Por Da Redação - 8 mar 2015, 16h05

O Vaticano afirmou neste domingo que dois documentos raros escritos pelo mestre renascentista Michelangelo (1475-1564), autor de obras memoráveis, como a pintura da Capela Sistina, a estátua de David e o projeto de parte da Basílica de São Pedro, foram furtados por um ex-funcionário. Segundo o padre Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano, o criminoso pediu 100.000 euros a um cardeal pela devolução dos documentos.

Leia também:

As obras de arte na ‘lavanderia’ do Petrolão

Rio e SP terão Mostra Picasso e a Modernidade Espanhola

Continua após a publicidade

Obras de arte de Edemar Cid Ferreria vão a leilão

(Com agência Reuters)

Publicidade