Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Criador da série ‘The Walking Dead’ processa emissora

Frank Darabont, demitido pelo canal AMC em 2011, afirma que houve quebra de contrato e que a emissora lhe deve dezenas de milhões de dólares

O cineasta e criador da série de televisão The Walking Dead, Frank Darabont, abriu um processo contra o canal a cabo americano AMC, que produz e exibe o seriado. Segundo o site da revista The Hollywood Reporter, Darabont afirma que a emissora violou o contrato que tinha com ele e lhe deve “dezenas de milhões de dólares” em lucros obtidos com a série. The Walking Dead é o programa de maior sucesso da AMC, com média de 13 milhões de espectadores em sua quarta temporada.

Leia também:

AMC quer spinoff de ‘The Walking Dead’

‘The Walking Dead’ é renovada para sua quinta temporada

“O comportamento da AMC com Frank tem sido nada menos do que atroz”, disse o advogado de Darabont, Dale Kinsella, ao site. O cineasta foi demitido em julho de 2011, poucos dias depois de promover o seriado em um evento, sem que qualquer explicação fosse dada pela emissora ao público ou ao próprio Darabont, segundo o processo. “Infelizmente, os fãs de The Walking Dead sofreram e foram privados do talento criativo dele”, continuou o advogado.

De acordo com o processo, Darabont e seus agentes não receberam um dólar sequer de participação nos lucros do programa. Em negociações comuns, em que um programa é produzido e distribuído por empresas diferentes, o exibidor deve pagar uma taxa de licenciamento à produtora e ao criador da série. No caso de The Walking Dead, no entanto, a produção e a distribuição são feitas por braços diferentes da mesma empresa, a AMC, o que tirou Darabont e seus agentes da jogada.