Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Conheça ‘The Marvelous Mrs. Maisel’, a série que fez a limpa no Emmy 2018

Série da Amazon escrita por criadora de 'Gilmore Girls' é a grande vencedora das categorias de comédia da premiação

Não sobrou quase nada para outras séries de comédias. The Marvelous Mrs. Maisel ocupou o lugar de Veep, que nos últimos anos no Emmy dominou as categorias voltadas para o gênero na premiação. A série da Amazon Prime Video levou os troféus de melhor série cômica, roteiro, direção, atriz (Rachel Brosnahan) e atriz coadjuvante (Alex Borstein) na 70ª edição do evento, nesta segunda-feira em Los Angeles.

O seriado é uma das várias produções originais da Amazon que valem a pena, mas é menos conhecido do que deveria, já que o serviço de streaming não faz tanto sucesso por aqui quanto a Netflix, que chegou primeiro a esse mercado. Quem resolver dar uma chance à série, porém, não vai se arrepender.

The Marvelous Mrs. Maisel foi criada por Amy Sherman-Palladino, mais conhecida por ser o nome por trás de Gilmore Girls, que fez sucesso nos anos 2000 e voltou para um revival em quatro episódios da Netflix em 2016. Quem é fã da produção que conta a história de uma mãe e sua filha no interior dos EUA vai reconhecer na nova comédia alguns traços característicos de Amy: diálogos rápidos, piadas sagazes e mulheres fortes que precisam se reinventar.

A produção se passa nos anos 1950 e acompanha a trajetória de Midge (Rachel Brosnahan), que vai de dona de casa perfeita a comediante de bares de Nova York. A virada acontece depois que ela se separa do marido, que estava tendo um caso com a secretária. A jovem, além de sofrer por ver o mundo que conhecia se desfazendo, tem que lidar também com seus pais, que, tradicionais, acham a separação um escândalo.

Em um momento de bebedeira, Midge acaba pegando o microfone de um bar de comédia e desabafando sobre os seus problemas. Mas é extremamente engraçada no processo e faz muito sucesso entre o público. Decide, então, investir na carreira, que na época era dominada por homens, e para isso procura a ajuda de Susie (Alex Borstein), a mal-humorada dona do bar onde se apresentou pela primeira vez.

Charmosa, a série traz um frescor para as produções de comédia. O enredo é bastante original dentro do universo das comédias realistas e permite ao seriado que ele faça comentários sobre assuntos pertinentes nos dias de hoje sobre família, mercado de trabalho para mulheres, amizade e machismo. Rachel Brosnahan, premiada neste Emmy, realmente se destaca entre as protagonistas das comédias da temporada, dando um brilho quase infantil à personagem antes da separação e depois ralando para superar as dificuldades que vão surgindo em seu caminho. O seriado levou quase tudo, e realmente mereceu.