Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Cineasta iraniano não poderá ir ao Oscar por decreto de Trump

Asghar Farhadi, indicado a melhor filme estrangeiro por 'O Apartamento', está impedido de entrar nos EUA após medida do presidente americao

Por da redação - Atualizado em 28 jan 2017, 21h55 - Publicado em 28 jan 2017, 17h21

O cineasta iraniano Asghar Farhadi, indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro por O Apartamento, não poderá comparecer à cerimônia de premiação em 26 de fevereiro por causa do decreto sobre imigração aprovado nesta sexta-feira pelo presidente americano Donald Trump.

A informação foi confirmada neste sábado pelo Twitter de Trita Parsi, presidente do Conselho Nacional Iraniano Americano, organização que promove as relações entre os dois países. Todos os cidadãos de Líbia, Sudão, Somália, Síria, Iraque, Iêmen e Irã, salvo aqueles com passaportes diplomáticos, estão temporariamente proibidos de entrar nos Estados Unidos pelos próximos 90 dias.

Farhadi, que em 2012 ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro por A Separação, está novamente indicado à categoria. A protagonista de O Apartamento, Taraneh Alidoosti, já havia anunciado ao longo da semana que não compareceria à cerimônia em Los Angeles como protesto contra as medidas de Trump.

(com agência EFE)

Publicidade