Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cat Stevens anuncia turnê nos EUA depois de 35 anos

A última vez que cantor fez uma turnê no país foi em 1976, no auge da fama

O músico Cat Stevens, ou Yusuf Islam, seu nome muçulmano, voltará aos palcos americanos depois de 35 anos para promover um álbum marcado por influências de R&B. Cat Stevens, que passou a se chamar Yusuf Islam ao se converter ao Islã em 1977, juntou composições próprias com alguns “covers” de clássicos no álbum Tell’Em I’m Gone (“Diga a Eles que Fui Embora”, em tradução direta), que será lançado pelo selo Legacy Records no dia 27 de outubro. O artista fará seis apresentações nos Estados Unidos e no Canadá em dezembro.

LEIA TAMBÉM:

Yusuf, o ex-Cat Stevens, faz show bonito e informal em SP

O artista britânico já lançou o primeiro single do novo álbum, uma versão bastante fiel à original de Dying to Live, música de Edgar Winter de 1971. Stevens, de 66 anos, afirmou em comunicado que descobriu — como parte de sua “exploração musical e espiritual de 50 anos” — que tinha “um alter ego de R&B” que esperava para ser “libertado”.

A última vez que Cat Stevens fez uma turnê nos Estados Unidos foi em 1976, quando o autor de sucessos como Wild World, Father and Son e Peace Train estava no auge da fama. Mas ele praticamente deixou os palcos depois de se converter ao Islã e só tocou em pequenas apresentações, frequentemente ligadas à sua nova religião. Em 2006, lançou o álbum An Other Cup.

Em 2004, o cantor foi proibido de entrar nos Estados Unidos porque seu nome tinha sido incluído em uma lista negra de pessoas com possíveis ligações com o terrorismo. Ele considera que houve um erro em sua identificação.

(Com agência France-Presse)