Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Carolina Dieckmann processará Google por não bloquear acesso a suas fotos

Site não atendeu ao pedido do advogado da atriz, que entrará nesta quarta-feira com uma ação inibitória para retirar ocorrências relacionadas às imagens íntimas

O advogado da atriz Carolina Dieckmann, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, vai entrar, nesta quarta-feira, com uma ação inibitória contra o Google. O site não bloqueou o acesso às fotos íntimas da atriz, que foram publicadas na internet na última sexta-feira. Ao contrário do Yahoo, que suspendeu o acesso assim que foi notificado, o Google desconsiderou o prazo estabelecido pelo advogado de Carolina, que se esgotou no fim da tarde desta terça-feira. “Já falei duas vezes com o advogado deles. Não há mais o que falar. Amanhã, vou agir”, disse Kakay ao site de VEJA.

A assessoria do Google Brasil reitera que não se pronuncia sobre casos específicos. De acordo com Kakay, a empresa teria informado que só costumam fazer a retirada mediante determinação judical.

As 36 fotos que foram divulgadas em sites da internet na sexta-feira estavam no notebook da atriz. Carolina foi alvo de chantagem durante cerca de um mês, período no qual recebeu e-mails anônimos e telefonemas exigindo 10 mil reais para não divulgar as fotos. Após o vazamento, a atriz registrou queixa na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), no Centro do Rio. O responsável pelo vazamento das fotos responderá por difamação, extorsão e furto.