Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Britânico Jamie Cullum ofusca Jack Johnson em festival

No primeiro dia do Natura Nós, o inglês que mescla jazz e pop foi mais aclamado do que a atração principal

No festival em que o cantor havaiano Jack Johnson deveria ser a atração principal, o inglês Jamie Cullum roubou a cena. Neste sábado, primeiro dia do Natura Nós, realizado em São Paulo, Cullum esbanjou carisma e conquistou os brasileiros com sua mistura de jazz e pop. Na mesma noite, também se apresentaram G. Love, Roberta Sá acompanhada do cantor português António Zambujo, Laura Marling, Maria Gadú e banda jamaicana e brasileira Bambas Dois.

Com os ingressos para a pista comum esgotados, o festival foi um sucesso de organização: não havia filas, os copos eram compostáveis (significa que entram em decomposição em contato com o solo) e os shows começaram todos pontualmente – com exceção de Jack Johnson, que subiu ao palco com 20 minutos de atraso.

Ainda com muito sol, às 16h, o americano G. Love foi o primeiro a se apresentar, mostrando sua surf music à la Jack Johnson. Em seguida, foi a vez da brasileira Roberta Sá e do português António Zambujo colocarem o público – que ainda chegava à Chácara do Jóquei – para dançar. Com músicas do álbum Pra se ter alegria e dona de uma voz invejável, Roberta encantou.

Um tanto tímida, a inglesa de apenas 21 anos Laura Marling mostrou porque é considerada uma das mais talentosas cantoras e compositoras de folk de sua geração. A plateia gostou e ela respondeu com sorrisos e elogios aos brasileiros: “É muito legal estar aqui com vocês hoje, vocês são incríveis, estou me divertindo muito”, disse entre uma música e outra.

Com o fim do show de Laura, enquanto parte do público seguia para o local do show de Jamie Cullum, Maria Gadú se apresentava em outro palco. A legião de fãs da cantora a acompanhou de Shimbalaiê à Ne me quitte pas.

Pontualmente, faltando dez minutos para as 20h, Jamie Cullum subiu ao palco de terno e gravata. Entre um verso e outro, enquanto corria do piano para o microfone, ele tirou peça a peça (para a alegria da mulherada), até ficar no melhor estilo despojado: calça social, tênis e camiseta. Seu combustível: uísque com guaraná e boa música. De Radiohead a Rihanna – passando, é claro, por seus sucessos, como Mind Trick -, Cullum conquistou a plateia com seu carisma e estilo, que mescla jazz e pop. Com certeza, o ponto alto da noite.

Entre o show de Cullum e o de Jack Johnson, que encerraria a noite, o produtor musical Bid apresentou a banda Bambas Dois, um projeto musical que une Brasil e Jamaica. Perto das 22h, a arena dos shows estava lotada, todos queriam ver Jack Johnson. Com seu jeito despreocupado, o havaiano promoveu o novo disco To the Sea, lançado em 2010, abrindo o show com a música You and your heart.

A apresentação seguiu morna, no melhor estilo Jack Johnson, que cantou seus sucessos um a um. Ao final da apresentação, Johnson chamou ao palco o amigo G. Love para tocar Rodeo Clowns e Vanessa da Mata para um dueto de Mas que nada. Ovacionado por um público que já estava lá há mais de sete horas – e passando frio – o haviano encerrou o primeiro dia de festival.

Programação – Neste domingo, segundo e último dia de Natura Nós, o cantor Toquinho se apresenta com as participações especiais de Verônica Ferriani e Roberta Sá. Haverá ainda shows do grupo Ponto de Partida e Meninos de Araçuaí, Palavra Cantada e Barbatuques.