Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bozo volta com ‘Tumbalacatumba’, mas sem cavalinhos

O SBT recoloca o famoso palhaço no ar a partir do dia 16. Atração com Vovó Mafalda e companhia vai ser semanal e exibida nas manhãs de sábado

Os saudosistas dos anos 80 vão sentir falta de um clássico televisivo no retorno do programa Bozo à grade do SBT. O palhaço, a impagável Vovó Mafalda e o Papai Papudo voltam ao ar aos sábados, a partir do dia 16, mas a princípio sem a famosa corrida dos cavalinhos, marcante para quem hoje tem pelo menos 30 anos. Em compensação, a atração vai relembrar outros hits, como as músicas Tumbalacatumba, Chuveiro, Chuveiro e 1, 2, 3… Vamos Lá — que contém o inesquecível refrão “Alô, criançada, o Bozo chegou”. Os bonecos Zecão, Lili, Maroca e Macarrão também estarão de volta, 22 anos depois da extinção do programa pelo SBT, em 1991.

LEIA TAMBÉM

A babá eletrônica está a um passo da aposentadoria

‘Chiquititas’: depois do Bozo, SBT resgata Virgínia Nowicki

A emissora quer espantar o cheiro de naftalina da estreia e prometeu um Bozo repaginado, embora com as características clássicas. Pelas fotos de divulgação, é possível ver que o figurino do palhaço continua igual. Estão previstas também novas brincadeiras e um cenário colorido.

Em dezembro, Silvio Santos já havia antecipado o retorno de Bozo ao colocar o palhaço no comando do matutino Bom Dia & Cia. A surpresa deixou o SBT em primeiro lugar na audiência. O canal ultrapassou o Encontro com Fátima Bernardes, da Globo. A estratégia do canal paulista é apostar em sucessos do passado para reconquistar a vice-liderança na audiência, posto que já deteve e hoje disputa com a Record. A tática foi bem-sucedida no remake de Carrossel, que rendeu à emissora dois dígitos no Ibope durante o horário nobre. Em julho, está prevista a estreia de outro remake de sucesso dos anos 1990, Chiquititas.

Bozo vai ter quase quatro horas de duração: o programa vai ao ar das 9h às 12h45.

Corrida de cavalos

Uma das principais atrações do programa Bozo era a corrida de cavalos. A torcida pelo animal branco, preto ou malhado estimulava as crianças a repetir, de preferência em voz alta, a cor do pelo em frente à TV — para desespero dos pais. 

‘Tumbalacatumba’

Muitas crianças — e adultos — nem percebiam, mas a vovó Mafalda era interpretada por um homem, o humorista Valentino Guzzo, mais conhecido hoje em dia como o pai da cantora Beth Guzzo. Alguns dos maiores sucessos musicais infantis dos anos 80 eram cantados pela personagem, como Tumbalacatumba, cuja coreografia foi imitada por gerações de crianças. 

‘Sempre Rir’

O programa sempre começava e terminava da mesma forma. Para se despedir de seus amiguinhos, Bozo e sua turma cantavam o clássico Sempre Rir

Salci Fufu

Pedro de Lara era o inventor Salci Fufu que sempre dava um jeito de pegar no pé de Vovó Mafalda. 

Papai Papudo

A piada era sempre a mesma, Bozo perguntava as horas a Papai Papudo e ele respondia: “Cinco e sessenta”, o que arrancava gargalhadas das crianças. 

Que Peninha

“Que peninha” era o bordão repetido por Bozo em todo programa. As crianças no auditório e também em casa não se cansavam de repetir a frase junto com o palhaço.