Clique e assine a partir de 9,90/mês

Bono, do U2, recebe a mais alta condecoração cultural da França

O líder da banda recebeu a medalha de Comandante da Ordem das Artes e Letras por sua contribuição à música e pelo apoio a causas humanitárias

Por Da Redação - 17 jul 2013, 11h43

O vocalista da banda U2, Bono Vox, foi agraciado com a mais alta condecoração cultural francesa, a medalha de Comandante da Ordem das Artes e Letras, em cerimônia realizada nesta terça-feira. Segundo a agência de notícias Reuters, ele recebeu o prêmio das mãos da ministra da Cultura da França, Aurelie Filippetti, por sua contribuição à música e por seu trabalho em causas humanitárias.

Leia também:

Bono se junta a ‘greve de banheiro’ de Matt Damon

“Além de notas e palavras, você se comprometeu e dedicou sua fama e carreira para lutar em uma das maiores guerras do nosso tempo. Não por caridade, mas em nome da justiça”, declarou a ministra durante a condecoração. Bono, por sua vez, afirmou que o reconhecimento não deveria ser somente seu, mas sim da banda que lidera, U2. “Eu tenho a maior boca e a voz mais alta, mas a música que fazemos vem de todos nós.”

Continua após a publicidade

Desde 1957, a medalha já foi recebida por outras personalidades da música, como David Bowie, Bob Dylan e Shakira, e por alguns atores, como Sean Connery, Roger Moore e Bruce Willis. Não foi a primeira condecoração de Bono por sua atuação em causas humanitárias. Ele já foi escolhido como personalidade do ano pela revista Time em 2005, dois anos antes de ser nomeado cavaleiro honorário pela rainha Elizabeth II.

Publicidade