Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bebê de Harry e Meghan é o sétimo na linha de sucessão ao trono; entenda

O menino, que está atrás do pai, atualmente o sexto, dificilmente chegará ao poder

Nascido nesta segunda-feira, 6, o primeiro filho do príncipe Harry com Meghan Markle tem uma chance pequena de chegar ao trono britânico. O menino é apenas o sétimo na linha de sucessão, atrás do pai, que atualmente é o sexto.

A linha de sucessão é definida de acordo com a descendência da atual monarca. Após a rainha Elizabeth II, quem deve assumir o trono é seu filho primogênito, seguido pelos filhos dele. Sendo assim, antes do marido de Meghan, estão na fila pelo título de rei ou rainha da Inglaterra o príncipe Charles, seguido pelo príncipe William, e os três filhos dele com Kate Middleton: George, Charlotte e Louis. Só depois deles que Harry, o segundo filho de Charles, poderia ser rei. E só depois de Harry seu filho chegaria ao trono.

A permanência de Charlotte como quarta na linha de sucessão só foi possível graças a uma mudança nas regras, determinada pelo Ato de Sucessão de 2013. Antes, os homens tinham preferência na linha sucessória e, portanto, o nascimento de um irmão o colocaria acima de sua irmã. A rainha Elizabeth só assumiu o trono após a morte de seu pai porque este não possuía filhos homens. Agora, mulheres e homens possuem as mesmas prioridades, fazendo com que Louis não passe na frente de Charlotte.

A notícia do nascimento do bebê foi compartilhada pela família real em sua página no Twitter. Nas mensagens, eles afirmam que toda a família, incluindo os irmãos da princesa Diana, mãe de Harry, foram avisados do nascimento e estão “encantados” com a notícia.

O nascimento do primeiro filho do casal se dá meses após intensos rumores circularem na imprensa britânica sobre um suposto desentendimento entre Meghan e Kate Middleton, mulher de William. Nada foi confirmado oficialmente, e os dois casais aparentam harmonia em frente às câmeras e nas redes sociais.

Príncipe? Americano ou britânico?

Apesar de fazer parte da família real e de estar na linha sucessória, o filho de Harry e Meghan não se torna, automaticamente ao nascer, um príncipe. Em 1917, o rei George V restringiu o uso de títulos como esse dentro da família real – somente aqueles mais à frente na linha de sucessão poderiam usá-los. Em 2012, no entanto, a rainha Elizabeth II decretou que todos os filhos de William teriam o título de príncipe ou princesa – e poderá decidir fazer o mesmo pelos filhos de Harry.

Outra dúvida que paira sobre o bebê diz respeito à sua nacionalidade. Nascida na Inglaterra, a criança é cidadã britânica, mas, como é filha de uma americana, poderá requerer também a cidadania americana. Para isso, os duques de Sussex deverão informar o consulado americano do nascimento do bebê. Ele é elegível à cidadania americana por ser filho de uma americana que viveu nos Estados Unidos por um período mínimo de cinco anos, sendo ao menos dois deles após os 14 anos de idade.