Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Autoridades procuram maconha em avião de Bieber – e, acredite, não encontram

Funcionários do aeroporto de Nova Jersey sentiram um forte cheiro da erva exalando do jatinho do cantor. As buscas, no entanto, não localizaram a droga

Por Da Redação - 1 fev 2014, 03h18

O cantor Justin Bieber voltou aos noticiários policiais americanos nesta sexta-feira após o jatinho particular que carregava ele e seus amigos ter sido revistado pela Alfândega do país ao pousar em um aeroporto de Nova Jersey. O avião havia partido de Toronto, no Canadá, onde Bieber também teve problemas com as autoridades locais. O cantor teen planeja assistir ao Super Bowl, a final do futebol americano, que acontece neste domingo na cidade americana.

Leia mais:

Bieber se apresenta à polícia canadense para responder por agressão

Ferrari, Lamborghini, Ducati… Os velozes brinquedos de Justin Bieber

Publicidade

De acordo com a rede de notícias ABC News, funcionários da Alfândega do aeroporto de Teterboro sentiram um forte cheiro de maconha ao se aproximar do jatinho de Bieber e decidiram revistar a aeronave. Agentes especializados e cães farejadores foram usados nas buscas, mas, surpreendentemente, as autoridades não encontraram indícios concretos da droga. Apesar disso, o cantor canadense foi interrogado por cinco horas até ter a sua entrada no país autorizada.

Encrenqueiro – Segundo o site TMZ, é provável que as autoridades americanas tenham decidido por uma averiguação mais detalhada no avião de Bieber por causa das duas acusações criminais pendentes contra o cantor encrenqueiro: a de dirigir embriagado em um racha em Miami e a de agredir um motorista de limusine em Toronto. O comportamento errático de Bieber motivou até uma campanha pedindo a sua deportação dos Estados Unidos. Embora não tenha força para expulsar o cantor do país, a petição já colheu mais de 100 000 assinaturas.

Publicidade