Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Artista argentino León Ferrari morre aos 92 anos

Considerado um dos mais importantes artistas vivos do país, ele era conhecido por suas críticas ao poder e à intolerância. Causa da morte não foi divulgada

O artista plástico argentino León Ferrari, conhecido por suas denúncias contra o poder e a intolerância, morreu nesta quinta-feira aos 92 anos em Buenos Aires. Ele era tido como um dos artistas vivos mais importantes daquele país.

Nascido em Buenos Aires em 1920, Ferrari ganhou projeção internacional por seu trabalho provocativo sobre temas como a guerra, a religião, o poder e o sexo. Em 1946, começou seu trabalho artístico e, em 1976, após a chegada da ditadura militar argentina, exilou-se no Brasil.

Em 2007, recebeu o Leão de Ouro da 52° Bienal de Veneza e, em 2012, o prêmio Konex de Brilhante, entregue na Argentina. Em uma de suas últimas exposições, em 2004, em Buenos Aires, levantou debates acalorados por representar Cristo crucificado sobre um avião militar americano.

(Com agência EFE)