Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Angus Young admite que AC/DC pode acabar após turnê

Grupo australiano perdeu quatro de seus cinco membros da formação clássica nos últimos dois anos

O AC/DC, uma das maiores bandas da história do rock, tem sofrido uma baixa atrás da outra nos últimos anos. Com a saída de quatro – dos cinco – membros da formação clássica, o guitarrista e fundador Angus Young admitiu em entrevista à revista americana Rolling Stone que o destino do grupo australiano após a atual turnê, que promove o disco Rock or Bust, é incerto. A tour tem mais dez shows pela frente.

LEIA TAMBÉM:
Guitarrista do AC/DC é internado em casa de repouso com demência
Axl Rose surpreende positivamente em 1° show com o AC/DC
Axl Rose continuará com AC/DC em turnê americana
‘Não estou me aposentando’, diz vocalista do AC/DC
AC/DC sofre nova perda: baixista deixa a banda

“No ponto em que estamos, eu não sei”, respondeu Young ao ser perguntado se a banda continuaria. “Nós estamos comprometidos com a turnê. Quem sabe como vou me sentir depois? Quando você assina e diz, ‘Vou fazer isso’, é sempre bom dizer no final, ‘Eu fiz tudo o que disse que iria fazer’.”

A banda perdeu em setembro de 2014 o guitarrista Malcolm Young, afastado por problemas de saúde. Poucos meses depois, o baterista Phil Rudd foi acusado de planejar um assassinato e de posse de drogas, condenado a prisão domiciliar e expulso do grupo. Em março deste ano, foi a vez do vocalista Brian Johnson enfrentar problemas de saúde, com a audição prejudicada pela música alta durante os shows, o que o obrigou a abandonar a turnê. Em julho, o baixista Cliff Williams completou a debandada, anunciando que largaria a banda após a turnê de Rock or Bust.

O AC/DC volta ao palco no fim de agosto, novamente com Axl Rose – do Guns N’ Roses – encarregado dos vocais. O cantor já assumiu o papel durante a perna europeia da turnê. O último show é previsto para 20 de setembro, na Filadélfia, nos Estados Unidos, e pode ser a despedida definitiva da banda dos palcos.