Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Adrilles vence prova e é o novo líder do ‘BBB15’

Em uma disputa com mistura de sorte, intuição e bom gosto, o senso estético definiu o novo soberano da casa; o poeta xarope também ganhou R$ 10 mil

Na terça-feira, após a eliminação de Angélica do Big Brother 15, o apresentador Pedro Bial já havia notificado ao público como funcionaria a prova do líder desta quinta – um teste que contaria com a interatividade do público via internet para eleger o soberano da vez. Para animar ainda mais a disputa (e buscar mais audiência para a atração), a ex-BBB e atriz Grazi Massafera e a modelo Isabeli Fontana estariam presentes e conduziriam o desafio. Pela segunda vez neste BBB 15, a prova foi uma ação publicitária de uma marca – dessa vez, de cosméticos. Adrilles foi coroado e, de quebra, abocanhou 10 mil reais.

Leia também: Além de ginecologista, ‘BBB15’ merece visita de psicólogo

A disputa era uma mistura de sorte, intuição e bom gosto e funcionaria da seguinte maneira: via internet ou aplicativo em smartphones, os espectadores precisariam escolher uma modelo como a favorita entre oito jovens. O elenco, por sua vez, precisaria assistir a um desfile com as moças e cada confinado pôde selecionar uma delas. Quem ficasse com a predileta do público, era nomeado o campeão. Isabeli e Grazi apresentaram o show. A atriz, aliás, participou do BBB5 e chegou até a final, ao lado de Sammy e do vencedor Jean Willys.

O senso estético, ou seja, a beleza e a apreciação dela, foi decisivo e definiu a liderança. O líder Fernando vetou a participação de Luan e o ex-militar não concorreu à soberania. A ordem cronológica de escolha foi: Tamires, Talita, Cézar, Adrilles, Fernando, Amanda, Rafael e Mariza. O poeta xarope de Minas Gerais foi o grande sortudo e optou pela modelo número 1, a favorita do público, com 31% dos votos. “Ela era a mais perfeita construção da beleza feminina”, definiu o novo líder, bem ao seu estilo. E ainda complementou com uma indireta: “Viu, Tamires? Eu tenho bom gosto”. A sister, sem motivos decentes, aparentemente, se retirou para o quarto e chorou até não poder mais.