Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

“A gente não inventou a alegria, ela está aí”, diz guitarrista da Banda Mais Bonita da Cidade, já na mira de gravadoras

Eles são tão fofos que, para muitos, chegam a irritar. E andam tão estourados que, além de causar ciumeira, despertam o interesse de algumas gravadoras. O nome das pretendentes eles não revelam, mas comemoram o momento, marcado também pelo assédio de recém-nascidos fãs e da imprensa, no melhor estilo A Banda Mais Bonita da Cidade. “A gente chega ao fim do dia cansado, mas radiante”, diz Rodrigo Lemos, 28, guitarrista do grupo de Curitiba, que em uma semana alcançou mais de 2,6 milhões de cliques com o clipe da florida Oração, postado na quinta passada no Youtube.

Nem as paródias surgidas nos últimos dias tiram o bom humor de Lemos, que recorre seguidas vezes à palavra “feliz” para descrever a fase e a essência do grupo, surgido há dois anos no Paraná. “Ninguém esperava por esse barulho todo. Essa é uma banda de dois anos, que fez apenas cinco shows desde que foi criada”, diz o guitarrista, 28, formado em produção musical pela Universidade Federal do Paraná. Além de paródias, A Banda Mais Bonita da Cidade ganhou apelidos como a banda mais feia e mais chata, e acusações de ser ser uma hippie extemporânea. Nada que abale a felicidade inata de seus membros. “É um momento feliz”, completa Lemos. “É surreal.”

Em conversa com o site de VEJA, o guitarrista comenta a virada do conjunto, desconhecido há uma semana, fala de seus planos e até da palavra “penteadeira”, que aparece na letra de Oração gratuitamente, sem fazer muito sentido – ouça aqui. A Banda Mais Bonita da Cidade faz show dia 7 em São Paulo (Studio SP), dia 9 em Curitiba (Sesc da Esquina, apresentação marcada antes do “boom“, como diz Lemos), e dia 10 em Belo Horizonte (em local a definir).

Rodrigo Lemos, guitarrista da Banda Mais Bonita da Cidade (vertical) Rodrigo Lemos, guitarrista da Banda Mais Bonita da Cidade (vertical)

Rodrigo Lemos, guitarrista da Banda Mais Bonita da Cidade (vertical) (/)

Estouro

Em uma semana, parece que a gente viveu um mês ou dois. Com certeza, é um momento feliz. A gente chega ao fim do dia cansado, mas radiante. Os outros vídeos davam muito menos audiência. Oração é o terceiro clipe feito na mesma locação – uma casa na cidade de Rio Negro (PR). Canção para Não Voltar e Boa Pessoa, os anteriores, tiveram uns 10.000 cliques ao longo de um mês. Dois milhões em uma semana é surreal.

Euforia

A ficha ainda não caiu. Família fazendo festas dentro de casa e reproduzindo o vídeo com amigos e parentes. Isso é uma coisa muito boa, mas a gente não sabe ainda o que é direito.

Gravadora

A gente não gosta de externar isso. Foram feitas propostas diversificadas. Não é o momento de fechar alguma coisa, a gente não conversou internamente ainda sobre isso. Mas o melhor para a banda é fazer o que a banda quer, a gente não descarta nada.

Hippies

A proposta da banda é ser feliz quando dá para ser feliz. A característica da banda é respeitar cada composição e não fechar um único conceito para todas. O elemento hippie é revisitado, não é uma coisa genuína. A gente não inventou a alegria, a alegria está aí. As pessoas se identificam, dizem “Eu queria estar nessa festa, também”.

Batismo

O nome da banda veio do Vinicius (Nisi, outro integrante). Ele estava lendo Bukowski, A Mulher Mais Linda da Cidade, e sugeriu adaptar o título para o grupo. Veio a calhar porque este é um momento muito bonito.

Paródias

As paródias são engraçadas, a gente se diverte com isso, especialmente com a velocidade com que a coisa acontece. A gente procura ter uma leveza com tudo.

Hit

Oração é um mantra bastante positivo. Já foi dito que ela é simples e até simplória, mas ela tem um elemento que extravasa essa simplicidade musical, que está agradando a muitos e que a gente ainda não sabe dizer o que é.

Penteadeira

O que cabe no teu coração? Se cabe um monte de coisa, por que não uma penteadeira?