Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

USP pede à Justiça reintegração de posse do prédio da reitoria

Local é ocupado deste terça-feira por grupo de estudantes

Por Da Redação
3 out 2013, 12h14

A Universidade de São Paulo (USP) solicitou à Justiça a reintegração de posse do prédio da reitoria, ocupado por alunos desde a terça-feira em protesto por eleições diretas para a cúpula da instituição. O pedido deve ser analisado pela 12ª Vara da Fazenda Pública da Capital ainda nesta quinta-feira.

Leia mais:

Reinaldo Azevedo: A USP é de todos os paulistas, não de um grupo de estudantes

Para deixar o edifício no campus Butantã, na Zona Oeste de São Paulo, o grupo de estudantes reivindica a anulação das decisões tomadas na terça pelo Conselho Universitário (CO), instância máxima da USP, que aprovou mudanças no sistema de escolha de reitor e vice-reitor, como a redução do número de turnos e a realização de consulta informativa à comunidade acadêmica antes do processo eleitoral.

O Diretório Central dos Estudantes (DCE) também pede nova reunião do CO, adiamento das eleições e plebiscito sobre as propostas de mudança no sistema de escolha. O mandato do atual reitor, João Grandino Rodas, vai até 25 de janeiro de 2014. O DCE convocou para 18h desta quinta-feira uma assembleia geral para decidir os rumos da ocupação e da greve.

Continua após a publicidade

Em novembro de 2011, a ocupação da reitoria da USP terminou em 73 prisões. Após sete dias dentro do prédio, a Tropa de Choque da Polícia Militar desocupou o imóvel.

O protesto dos estudantes era contrário à presença de PMs na Cidade Universitária, que iniciou patrulhamento no campus após convênio com a reitoria. A medida de segurança foi proposta após a morte do aluno Felipe Ramos de Paiva, de 24 anos, durante tentativa de assalto no estacionamento da Faculdade de Economia e Administração em maio do mesmo ano.

Em maio de 2013, a Justiça não aceitou a denúncia do Ministério Público Estadual de formação de quadrilha e mais quatro crimes contra os 73 manifestantes. No processo administrativo movido pela universidade, o grupo já havia sido absolvido.

(Estadão Conteúdo)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.