Clique e assine com até 92% de desconto

Para enfrentar crise financeira, USP quer cortar 30% dos gastos

Proposta será votada na próxima terça-feira pelo Conselho Universitário

Por Da Redação 21 fev 2014, 19h29

Para enfretar a crise financeira, a Universidade de São Paulo (USP) pretende reduzir em 29,43% o orçamento para custeio e investimentos em 2014. Atualmente, 99,96% dos 5 bilhões de reais do orçamento da universidade no ano estão comprometidos com pagamento de pessoal.

A proposta será votada na próxima terça-feira pelo Conselho Universitário, quando o grupo vai decidir o orçamento para este ano. Além da redução, a USP prevê a utilização de um adicional de 574 milhões de reais das reservas da universidade, que representa 12,52% de seu orçamento total. A projeção da instituição é que as contas só sejam ajustadas em dois anos.

Com exceção da política de apoio e permanência estudantil, restaurantes, serviços de utilidade pública e material bibliográfico, praticamente todos os outros programas e projetos terão redução orçamentária neste ano.

O apoio às viagens e atividades de campos e à manutenção de animais para ensino e pesquisa poderão ter redução de 33,23%. Os valores previstos para as unidades de ensino, institutos especializados, museus e prefeituras terão redução de 35%. Já para os chamados órgãos de apoio, o corte será de 28,53%.

Leia também:

Em entrevista, novo reitor da USP fala sobre o orçamento

Crise financeira na USP congela obras e bloqueia contratações

MP investiga se ex-diretor da USP Leste é responsável por terra contaminada

Continua após a publicidade
Publicidade