Nível de dificuldade da Fuvest foi alto, avalia professor

Física, matemática e geografia foram as disciplinas mais complicadas

Por Da Redação - 25 nov 2012, 21h00

A primeira fase deste ano da Fuvest, seleção que definirá o ingresso para os cursos superiores da Universidade de São Paulo e da Faculdade de Medicina da Santa Casa, foi “mais difícil do que a do ano passado.” A avaliação é de Luís Ricardo Arruda, coordenador-geral do Anglo Vestibulares.

“Todas as disciplinas analisadas pelos professores foram classificadas como de média ou de grande dificuldade”, avalia.

Saiba mais:

Confira o gabarito oficial da primeira fase

Publicidade

Física, matemática e geografia foram consideradas as disciplinas mais difíceis. “Na prova em geral, mas nessas três matérias em particular, o aluno precisava dominar mais do que um conceito. Os enunciados não eram resolvidos com apenas um raciocínio. Numa questão de matemática, por exemplo, o candidato precisava estar familiarizado com os conceitos de função, logaritmo e interpretar um gráfico”.

Arruda considerou o exame bem elaborado: “O conteúdo não foi superficial e a resolução das perguntas não estava no enunciado.”

Humanas – Na seção de humanas, o professor destacou a extensão dos enunciados com “um pouco acima do habitual da Fuvest.”

O professor de literatura Paulo Oliveira, também do Anglo, considerou os enunciados das questões truncados. “Em literatura, o que chamou a atenção na prova foi a construção das questões, que apresentaram um pensamento um tanto truncado. Isso exigiu dos alunos um esforço interpretativo maior do que o de costume.”

Publicidade

Concorrência acirrada – Pouco menos de 160.000 estudantes estavam inscritos para participar da primeira fase da Fuvest 2013 – o índice de abstenção ficou acima de 10%.

Com cinco horas de duração, a prova deste domingo apresentou 90 questões de múltipla escolha: português, matemática, física, química, biologia, história, geografia e inglês. A lista dos aprovados nesta fase será divulgada no dia 17 de dezembro.

Os convocados para a segunda etapa de seleção vão realizar mais três provas entre os dias 6 e 8 de janeiro. No dia 6, a prova terá questões de português e redação. No segundo dia, os estudantes terão pela frente dezesseis questões de disciplinas variadas. No terceiro e último dia, serão doze questões de duas ou três disciplinas, de acordo com a carreira escolhida. Todas as provas terão quatro horas de duração.

Os aprovados em primeira chamada serão conhecidos no dia 2 de fevereiro.

Publicidade