Clique e assine a partir de 9,90/mês

MEC divulga regras para inscrição no ProUni

Nota mínima exigida subiu de 400 para 450 pontos. Edital sai em janeiro

Por Da Redação - 31 Dec 2012, 10h53

O Ministério da Educação (MEC) publicou na edição desta segunda-feira do Diário Oficial da União (DOU) as regras para o processo seletivo do Programa Universidade Para Todos (ProUni), que oferece bolsas de estudos em instituições privadas de ensino superior a estudantes pobres. Para o primeiro semestre de 2013, a novidade é que a nota mínima para inscrição no programa aumentou em 50 pontos.

Leia também:

Continua após a publicidade

Nota do Enem já está disponível para consulta. Confira Sisu: confira passo a passo para inscrição até a universidade

A partir de agora, quem tiver a média geral inferior a 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não pode concorrer às bolsas do ProUni. Até o ano passado, eram exigidos apenas 400 pontos. Também não pode disputar o benefício candidatos que tiraram nota zero na redação, mesma regra aplicada no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que recebe inscrições a partir de 7 de janeiro.

Continua após a publicidade

O cronograma do ProUni será divulgado apenas em janeiro pelo MEC, diz o texto da portaria desta segunda-feira. Na ocasião, também será divulgado o número de bolsas ofertadas. Elas serão divididas em duas modalidades. As bolsas integrais custeiam todo o valor da mensalidade e são destinadas a quem tem renda familiar de até 1,5 salário mínimo. Já as parciais custeiam 50% da mensalidade e são oferecidas a quem tem renda familiar entre 1,5 e 3 salários mínimos.

Além dos critério de renda, para participar do ProUni é preciso ter cursado o ensino médio completo em escolas da rede pública. Quem cursou integral ou parcialmente o ensino médio em escola particular pode se inscrever no programa desde que tenha sido bolsista integral. Deficientes físicos e professores da rede pública também podem participar.

Para se inscrever no ProUni, o estudante deverá fornecer o número de inscrição e a senha cadastrada no Enem 2012, além do CPF. Cada candidato poderá optar por até duas opções curso. Periodicamente, o MEC disponibilizará a nota de corte de todas as instituições e cursos oferecidos. Quem não for selecionado nas duas chamadas regulares poderá se inscrever na lista de espera do programa.

Leia também:

Continua após a publicidade

Nota do Enem já está disponível para consulta. Confira Sisu: confira passo a passo para inscrição até a universidade

Publicidade