Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Inscrições para o Enem começam nesta segunda-feira

Prazo vai até o dia 5 de junho; taxa de inscrição para as provas subiu para 63 reais

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015 começam nesta segunda-feira, a partir das 10h. Os interessados podem se inscrever no site do Inep. O prazo vai até às 23h59 do dia 5 de junho. As provas do Enem serão realizadas nos dias 24 e 25 de outubro. O Ministério da Educação (MEC) espera que mais de 9 milhões de pessoas se candidatem aos testes.

Neste ano, para fazer a inscrição o participante deverá ter um e-mail próprio. O sistema não aceitará a inscrição de mais de um candidato com o mesmo endereço eletrônico.

LEIA TAMBÉM:

Conheça os temas mais cobrados pelo Enem

Na edição 2015 do exame, a taxa de inscrição subiu de 35 reais para 63 reais. O pagamento poderá ser efetuado até 10 de junho. Outra mudança foi no horário das provas, que passarão a ser às 13h30 de Brasília, meia hora mais tarde em comparação aos anos anteriores. No entanto, o horário de abertura dos portões nos locais de prova continuará sendo às 12 horas e o fechamento, às 13 horas (de Brasília).

Estudantes que vão concluir o ensino médio este ano em escolas públicas e participantes que declararem carência são isentos da taxa. Podem solicitar a isenção por carência aqueles que têm renda familiar por pessoa igual ou inferior a um salário mínimo e meio e que cursaram o ensino médio completo em escola da rede pública ou como bolsista integral em escola da rede privada.

Uma preocupação para este ano é reduzir o número de abstenções. Para tentar coibir faltas, o ministério determinou que o participante que for isento da taxa de inscrição e não comparecer ao exame perderá o benefício na próxima edição da prova.

A nota do Exame Nacional do Ensino Médio pode ser usada para participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Sistema de Seleção Unificada do Ensino Técnico e Profissional (Sisutec).

(Com Agência Brasil)