Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Influência da família é de 70%

Cerca de 70% do desempenho escolar dos estudantes é determinado pelo contexto familiar. Esta é a conclusão de um estudo da Fundação Itaú Social que revisou a literatura sobre o tema e será detalhado nesta quinta-feira.

“Todas as pesquisas analisadas, nacionais e internacionais, mostram que a maior parte do desempenho escolar é explicada pelas características familiares do aluno”, explicou Fabiana de Felício, responsável pelo estudo no Itaú Social e consultora do Ministério da Educação (MEC), segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo. “São fatores principais o nível de escolaridade do pai e da mãe, a renda familiar, o tipo de moradia e o acesso a bens culturais. Todo o resto acaba sendo derivado disso.”

Para a pesquisadora, os levantamentos revelam que os alunos já chegam à escola com diferenças que fazem com que eles tenha desempenhos melhores ou piores. Em outras palavras, a estrutura familiar já o coloca em vantagem ou desvantagem desde o início do ensino fundamental.

“É muito difícil interferir nesses 70%, que são a base, a família e os benefícios que a renda permite. Algumas secretarias estão tentando fazer isso, visitando as casas, oferecendo ajuda, mas ainda é muito complexo”, diz a pesquisadora.

Alguns fatores podem ajudar no desenvolvimento dos estudantes. Entre eles, estão a presença de professores com curso superior no ensino fundamental e boa infra-estrutura da escola. Já o tamanho das turmas, o uso do computador pelo professor e o número de horas-aula teriam impacto relativamente pequeno.