Clique e assine com até 92% de desconto

Inep prorroga inscrições para o Enem até 27 de maio

Data de aplicação da prova, entretanto, permanece em aberto

Por Maria Clara Vieira Atualizado em 22 Maio 2020, 18h14 - Publicado em 22 Maio 2020, 15h09

Em decisão alinhada com o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) decretou nesta sexta-feira (22) a prorrogação do prazo para inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para a o dia 27 de março. A decisão foi tomada pelo próprio presidente do Inep, Alexandre Lopes, após uma reunião com os representantes estaduais. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), até às 12 horas de hoje, 5,1 milhões de pessoas já inscritas para a prova – a mesma quantidade de candidatos registrados no ano passado. A data de aplicação do exame, entretanto, permanece em aberto: após derrota no Senado, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, decretou o adiamento do Enem entre um e dois meses. O novo calendário será definido após uma enquete entre os participantes, a ser aberta no final do mês de junho.

Para os parlamentares que estiveram à frente da campanha pelo adiamento do exame, a guinada de Weintraub, que, até então, teimava em manter o calendário original a todo custo para demonstrar alinhamento ao presidente Jair Bolsonaro, nada têm de interesse genuíno nos estudantes. A manobra, ocorrida logo após o Senado Federal aprovar por 75 votos contra um – este do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) – na última terça-feira (19), teria como objetivo evitar a derrota iminente na Câmara, a ponto de o próprio ministro ter solicitado ao Inep a suspensão imediata do calendário na quarta-feira pela manhã. No Congresso, o comentário é que a insistência na votação virtual é para que o MEC não perca de vez o controle sobre a data da prova.

Publicidade